revista Abre

Determinada, Laryssa Dias vive nova fase

Ela investe na música e comprova que o amor transforma o universo

Rodrigo Brito Publicado sexta 5 junho, 2020

Ela investe na música e comprova que o amor transforma o universo
Laryssa Dias na Ilha de CARAS antes que as medidas de isolamento social fossem tomadas - Cadu Pilotto


Saber exatamente aonde quer chegar e como isso vai ser feito é algo que Laryssa Dias (37) sempre teve muito claro em sua jornada. Dona de múltiplos talentos, hoje a artista vive uma fase de realizações graças à sua determinação, que já dava fortes sinais desde a infância. “Sempre senti que eu me tornaria uma atriz. Lembro que eu costumava pegar a almofada do sofá e colocar bem perto da TV para assistir às novelas”, relembra ela. “Eu olhava para aquilo e sabia que podia fazer igual”, comenta a bela, que curtiu a Ilha de CARAS, em Ilhabela, litoral norte de SP, antes do isolamento social.

Vivenciar o atual cenário mundial tem trazido diversas reflexões para ela, que se mantém firme mesmo com as incertezas sobre o futuro. “Estou aproveitando para aprender mais sobre quem eu sou e entender o que realmente importa. Acho que todos nós estamos tentando ver as coisas de uma forma diferente”, conta. “Um simples abraço e estar com a família podem ser ações simples, mas extremamente importantes”, reforça Lary, que investe agora na carreira musical.

A fé em suas convicções serviu como mantra para que novos horizontes surgissem, levando à sua participação na trama Salve Jorge, da Globo, exibida em 2012. “Foi a minha primeira grande oportunidade no campo da atuação”, diz. “Fazer parte dessa obra foi uma dádiva, pois eu tentei inúmeras vezes e lutei muito para finalmente receber uma resposta positiva”, revela. Ao interpretar Waleska — uma mulher forte que se encontrou em uma situação de prostituição —, foi possível mudar sua visão de mundo. “Ela era uma personagem muito forte, com uma história muito intensa e que me ensinou muito sobre a vida”, denota. Por se tratar de um universo diferente, muito estudo e horas de laboratório foram colocadas em prática. “Eu conheci de perto o que eu estaria representando. Visitei casas noturnas de São Paulo para fazer esse papel e conversei com as mulheres que trabalhavam lá”, afirma. “Perguntei sobre as motivações, os medos e passei a humanizar aquelas pessoas. Falar sobre tráfico humano, que é uma questão social muito relevante, foi incrível, pois isso também serviu como uma prestação de serviço”, completa ela.

Mas as influências musicais estiveram presentes em sua vida desde pequena. Com o pai, Hirton (65), compositor e guitarrista, a faceta musical deu os primeiros passos em direção a uma carreira de sucesso. “Eu cresci vendo o meu pai fazer isso. Eu sempre escutei muita música e cantarolava no meu dia a dia, mas sem o intuito profissional”, declarou ela, que, com o tempo, percebeu que cantar se tornaria algo muito maior dentro de si. “Comecei a pensar na possibilidade de levar ao público o que eu sentia, mas eu admito que tinha um pouco de medo. Como uma boa capricorniana, perfeccionista, eu achava que a minha voz não era ideal, mas consegui superar essa barreira”, afirma. “Eu dei início a esse processo do meu jeito, sem me preocupar se estaria certa ou errada”, esclarece. “Desenvolvi a melodia na minha cabeça, escrevi a letra e mandei para o meu pai no dia seguinte. Ele adorou! Foi então que as inspirações começaram a surgir, fosse no elevador ou dirigindo”, completa ela, que viu um portal se abrir para uma nova fase.

Com a experiência adquirida, decidiu lançar o EP Playlist Particular, disponível em todas as plataformas de streaming de música. “Tomei a decisão de apresentar as minhas canções. São as minhas histórias contadas de um jeito que me ajudou a criar o meu próprio DNA musical”, expressa. Encabeçando um novo projeto, os fãs podem esperar mais uma surpresa repleta de nobres sentimentos. “Tem um single novo prestes a chegar. É algo que a gente escuta e parece que nos pega no colo, traz esperança e uma sensação gostosa”, declara ela, que vai lançar, em uma live em seu canal do YouTube no Dia dos Namorados, a canção Esse Amor Tem Que Durar, em parceria com o cantor Júnior Carelli (32).

Em meio a tanta novidade, o coração de Lary também bate mais forte com um romance que chegou de surpresa para deixar seus dias mais alegres e a certeza de que tudo ficará bem. “Um grande relacionamento nasceu por conta do trabalho e eu não esperava que isso fosse acontecer. Já nos conhecíamos e ele sempre me ajudou a tomar as melhores decisões”, explica ela, que engatou um namoro com o empresário Arthur Fitzgibbon (44), que também é seu produtor musical. “Como boa romântica que sou, eu acredito que o amor é a energia mais transformadora do universo”, finaliza.

Último acesso: 03 Jul 2020 - 06:03:11 (353531).