Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Citações

Redação Publicado em 10/06/2013, às 18h58 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Citação - Shutterstock
Citação - Shutterstock

“Nenhuma outra, amor, dormirá com meus sonhos./ Irás, iremos juntos pelas águas do tempo./ Nenhuma outra viajará pela sombra comigo,/ apenas tu, sempre-viva, sempre sol, sempre lua.” Pablo Neruda (1904-1973), poeta chileno.

“Você tem boca de luar, disse o rapaz para a namorada, e a namorada riu, perguntou ao rapaz que espécie de boca é essa, o rapaz respondeu que é uma boca toda enluarada, de dentes muito alvos e leitosos, entende?” Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), poeta mineiro,no livro de crônicas Boca de Luar (Record).

“Os namorados gostam sempre da Lua.” Machado de Assis (1839- 1908), escritor carioca, no livro Quincas Borba.

“Eu abria um pouco os olhos e via a janela cheia de luar/ E depois fechava os olhos outra vez, e em tudo isto era feliz.” Fernando Pessoa (1888- 1935), poeta português.

“Em tudo aquilo que até hoje eu li,/ Ou em lendas e histórias que eu ouvi,/ O amor nunca trilhou caminhos fáceis.” William Shakespeare (1564-1616), dramaturgo e poeta inglês.

“Nunca o prazer se conhece/ senão depois da tormenta.” Luís de Camões (1524-1580), poeta português.

“Os moços apaixonam-se pelo bonito e lindo, os homens experientes e maduros, pelo belo.” Mariano da Fonseca, marquês de Maricá (1773-1848), político carioca.

“E ficaria demasiado feio eu confessar que há uma jovem gostando de mim? Ah, bem sei que esses encantamentos de moça por um senhor maduro duram pouco. (...) Mas que importa? Esse carinho me faz bem; eu o recebo terna e gravemente; sem melancolia, porque sem ilusão.” Rubem Braga (1913-1990), jornalista e escritor capixaba.

“As festas juninas favorecem os sonhos e os desejos, pois seus três patronos — Santo Antônio, São João e São Pedro — são santos de boa índole.” Olavo Bilac (1865-1918), poeta e cronista carioca. 

“Este é o meu mandamento, que vos ameis uns aos outros.” Santo Antônio de Lisboa (c. 1191-1231), frade franciscano português canonizado em 1232 e celebrado em 13 de junho, tido como santo casamenteiro. 

“O amor é a capacidade de perceber o semelhante no dessemelhante.” Theodor Adorno (1903-1969), filósofo, sociólogo ecompositor alemão.

“A prova do verdadeiro amor não está em amar vendo, senão em amar sem ver.” Padre Antônio Vieira (1608- 1697), missionário português.

“Longe,/ Seu coração bate por mim; / E a sua mão desenha aquele afago/ Que me sossega inteiro...” Miguel Torga (1907-1995), médico e poeta português.

“Não perder a esperança/ esperar/ esperar se preciso durante anos.” Jacques Prévert (1900- 1977), poeta francês.

“A crença forte só prova a sua força, não a verdade daquilo em que se crê.” Friedrich Nietzsche (1844-1900), filósofo, escritor e poeta alemão.

“Um amigo pode ser classificado como uma obra-prima da natureza.” Ralph Waldo Emerson (1803-1882), filósofo, crítico, ensaísta e poeta norte-americano, autor de Natureza, entre outras obras.

“Não faz um amigo aquele que nunca fez um inimigo.” Alfred Tennyson (1809-1892), poeta inglês que também escreveu peças teatrais.

“São os homens fracos e cambiantes demais para carregar por muito tempo o peso da amizade.” François Poitou, duque de La Rochefoucauld (1613-1680), escritor francês.