Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Música / Emoção

Jorge Aragão cai no choro ao mostrar que seu cabelo caiu na quimioterapia

No Fantástico, Jorge Aragão fala pela primeira vez sobre a luta contra o câncer: 'Vou continuar batalhando'

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 13/08/2023, às 20h49 - Atualizado às 20h51

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jorge Aragão em entrevista no Fantástico - Foto: Reprodução / Globo
Jorge Aragão em entrevista no Fantástico - Foto: Reprodução / Globo

O cantor Jorge Aragão falou pela primeira vez sobre a sua luta contra o câncer em uma entrevista no Fantástico, da Globo, neste domingo, 13. Ele foi diagnosticado com linfoma não-hodgkin, que é um tumor no sistema linfático, em julho deste ano e já começou o tratamento com quimioterapia. Após duas sessões do tratamento, ele perdeu o cabelo e está perdendo a sua barba, que é a sua marca registrada.

Durante a entrevista, ele tirou o boné para mostrar a sua cabeça careca e chorou. “Esse choro faz bem, esse sou eu. É um renascimento”, disse ele entre lágrimas. No início da conversa, ele falou sobre como foi voltar aos palcos após o início do tratamento. “A gritaria que eu ouvia, aquela energia, o pessoal ficou muto tempo gritando. Numa cama de orações e energias boas para mim, muito forte para mim e me fez caminhar até a frente do palco. Ali eu não aguentei... [chorei]”, disse ele.

Então, o artista contou como foi o diagnóstico. “Senti um choque nas costas e dor na perna. Na sexta, eu tinha que cantar e, no sábado de manhã, eu estava internado e com o diagnóstico”, relembrou, e falou sobre o tratamento. “Já fiz a segunda quimoterapia. Toda mudança física que eu estou tentando e vou ter, o cabelo caindo, a barba já está caindo. Eu devo perder. Eu não sei quem é o Jorge sem barba”, afirmou.

Durante todo o tratamento, ele tem o apoio das filhas e da esposa, que ficaram com ele em todas as noites no hospital. “Todas elas perceberam que eu tinha que olhar para o lado e ter alguém”, afirmou ele, e completou: “A gente está comemorando hoje o dia dos pais de uma forma diferente, mas muito mais agradecido e amanhã imensamente mais fortalecido porque eu vou continuar batalhando para viver e compor”.

O tratamento dele deve durar cinco meses e ele segue com a sua agenda de shows.

Jorge Aragão em entrevista no Fantástico