Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Chamada de ‘pensadora’ em prova de filosofia, Valesca recusa o título: ‘Não estou pronta’

CARAS Digital Publicado em 08/04/2014, às 08h29 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Valesca Popozuda - Marcos Ribas/Foto Rio News
Valesca Popozuda - Marcos Ribas/Foto Rio News

O nome de Valesca Popozuda se envolveu em uma polêmica nessa segunda-feira, 7, quando foi divulgado na internet a foto de uma prova de filosofia de um colégio no Distrito Federal na qual uma das questões abordava a música Beijinho no Ombro e chamava a funkeita de ‘grande pensadora’.

Pelo Facebook, Valesca comentou a polêmica e agradeceu pela ‘homenagem’. “Eu fiquei bem honrada, me senti duas vezes homenageada tanto pela pergunta quanto com o título de pensadora”, disse a funkeira, que, apesar de feliz com a questão na prova, recusa o título de pensadora. “Isso eu vou ter que recusar porque é um titulo muito forte e eu ainda não me sinto pronta pra isso. Diva, diva sambista, lacradora... essas coisas eu já estou pronta, ok, mas PENSADORA CONTEMPORÂNEA ainda não. Mas prometo que vou trabalhar isso”, falou.

+ Gisele Bündchen encontra Valesca Popozuda e faz 'Beijinho no Ombro'

Valesca questiona a polêmica, dizendo que a repercussão vem do preconceito com o funk. “E se fosse MPB ou uma música americana que tanto é valorizada por nós? Será que daria a mesma polêmica?”, pergunta.

A artista aproveita para lembrar que outros assuntos mais importantes deveriam causar repercussão. “O que eu quero dizer é que o tempo que todo mundo gasta julgando a professora a ofendendo por isso, deveríamos era nos unir e protestar, sim, pelo salário dela e dos outros professores, pelas condições que muitos dão aulas pelo Brasil, pelas escolas que as vezes nem quadro ou cadeira pro aluno sentar tem, por merendas que faltam, por várias questões que ninguém se preocupa, mas se preocupam com uma questão de uma prova que caiu um trecho de uma música de FUNK”, disse.

“Meus parabéns à corajosa professora que, mesmo não ganhando muito bem, é batalhadora e corajosa demais pra chegar em casa e elaborar uma questão de uma prova colocando um dito popular do momento e sambando na cara de todo mundo que está a julgando por isso! Agora todo mundo virou juiz e Deus, o bom de todos é que todo mundo se sente capaz pra julgar e apontar os defeitos ou problemas dos outros, né? É todo mundo perfeito, o funk não presta e a Popozuda não pode ser pensadora contemporânea, então vamos tacar pedra na professora porque o resto vai continuar da mesma forma...”, continuou Valesca, que encerrou a carta com um recado: “Vou ali ler um Machado de Assis e ir treinando pra, quem sabe um dia, conseguir ser uma pensadora de elite!”

O professor

Apesar de Valesca se referir ao profissional que aplicou a prova no feminino, o responsável pela questão foi o professor Antonio Kubitscheck, de 49 anos, que trabalha em uma escola pública de Ensino Médio do Distrito Federal e leciona há 19 anos. 

Em entrevista à rádio Bandeirantes, Antonio explicou os motivos que o levaram colocar uma questão sobre Beijinho no Ombro na prova de filosofia. "Se a gente pegar as manifestações recentes no país, as manifestações da Copa, foi o que aconteceu no país - 'Se bater de frente é tiro, porrada e bomba'. Esse era um dos objetivos. E uma outra questão, como o tema que estava sendo discutido era a formação moral, um dia dentro da sala de aula rolou uma dúvida que era qual é o papel da imprensa na formação da sociedade?", defendeu. O professor alega que a questão foi uma forma de testar a relação da mídia com a cultura. Ele conta que organizaram uma exposição fotográfica na escola que ninguém se interessou, mas que a imprensa repercutiu a questão sobre a Valesca. 

+ Ana Maria Braga, Susana Vieira e outras famosas que deram 'Beijinho no Ombro'

"Se eu tivesse colocado Chico Buarque, grande pensador contemporâneo, não teria polêmica nenhuma. A partir do momento que a Valesca traz uma música, e essa música é passada por toda imprensa, por vários famosos, ela está passando um conceito. E se pegarmos uma tendência filosófica de que todo mundo pode ser considerado uma pensador desde que passe um conceito, acho que ela é uma pensadora. Não considerar seria preconceito", continuou Antônio. 

O professor também comentou a reação dos pais. "Aqueles pais que não avaliaram positivamente, acho que careceu neles o conhecimento dos fatos, do que estava acontecendo realmente. Mas muitos pais apoiaram. Na internet mesmo, muita gente apoiou a situação", disse. 

Veja as celebridades que aderiram ao estilo Beijinho no Ombro:

Ana Maria Braga

Ana Furtado

Ivete Sangalo

Claudia Leitte

Sabrina Sato

Rodrigo Faro

Solange Almeida

Narcisa Tamborindeguy

Susana Vieira