Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Eventos / One Day Golf

CAIO BLAT E SEUS APAIXONADOS PROJETOS

CINEMA, TEATRO E O DESEJO DE OFICIALIZAR A UNIÃO COM MARIA RIBEIRO

Redação Publicado em 19/04/2007, às 14h01

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Caio Blat ouve músicas em seu i-pod na Ilha de CARAS
Caio Blat ouve músicas em seu i-pod na Ilha de CARAS
por Luciana Marques O ator Caio Blat (26) nunca esquece um comentário de Chico Anysio (75). "Ele disse que em todos os seus seis casamentos entrou de peito aberto, pensando que era para sempre", lembra. Assim como o humorista, Caio garante que se entrega de corpo e alma em suas relações. "Sou um pouco assim também. Prefiro apostar numa relação do que multiplicar as opções", revela, na Ilha de CARAS. Com bem menos experiências no altar do que o amigo, ele - que foi casado por dois anos com Ana Ariel (23)-, está prestes a subir ao altar pela segunda vez. Namorando há cerca de um ano a atriz Maria Ribeiro (31), a Zoé de Luz do Sol, Caio aguarda a finalização das obras de sua casa, no Rio, para concretizar o desejo. "No calendário chinês, 2007 é o ano do porco, de comemoração. Vamos ver se a gente casa e faz uma festa. Se tudo continuar como está, é o destino certo", garante ele, que rasga elogios à amada, mãe de João (3) - da união com Paulo Betti (54). "Acredito que Maria seja a mulher da minha vida. Somos parecidos, preguiçosos, gostamos de arte, teatro, cinema. É uma mulher que admiro", declara-se. Workaholic, após viver o Xavier, em Amazônia, ele inicia os ensaios da peça Isadora e Oswald, de Aguinaldo Silva (62), com direção de Bibi Ferreira (85). Estrelada ainda por Letícia Spiller (33), a montagem narra o romance da americana Isadora Duncan (1878- 1927) com o poeta Oswald de Andrade (1890- 1954). Ainda para este ano, Caio aguarda o lançamento dos longas Baixio das Bestas, Proibido Proibir e O Batismo de Sangue. "Vivo uma fase forte com o cinema, de querer ouvir, servir diretores e formar o meu olhar", diz ele. FOTOS:MARCELO BRUNO/KDL; AGRADECIMENTO: COMPLEXO B