Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Esporte / Copa

Fiorella Mattheis fala sobre Copa do Mundo: "Acho que a gente está muito crítico"

Atriz disse esperar que as dificuldades não atrapalhem o clima da Copa, mas pondera sobre outras necessidades do país: "O Brasil tem muitas coisas para fazer, como gastar em saúde e educação"

CARAS Digital Publicado em 20/05/2014, às 15h19 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Fiorella Mattheis - Manuela Scarpa / Foto Rio News
Fiorella Mattheis - Manuela Scarpa / Foto Rio News

Durante o lançamento de uma linha de uma rede de fast fashion em parceria com a grife Lilly Sarti, comandada por Lilly e Renata Sarti, realizada neste terça-feira, 20, Fiorella Mattheis falou sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil, que começa em 12 de junho.

"Adoro torcer, adoro Copa. Acho que como a Copa vai ser aqui, a gente está muito crítico, quando é fora do país sempre foi uma festa e achamos tudo maravilhoso. Lógico que a gente vai enfrentar grandes dificuldades, principalmente para quem mora nas cidades em que vão acontecer os jogos, mas espero que isso não atrapalhe o clima de estar todo mundo unido por um objetivo", afirmou.

Apesar de apoiar os jogos, Fiorella ponderou sobre as dificuldades enfrentadas pelo país. "O Brasil tem muitas coisas para fazer antes de uma Copa do Mundo, como gastar em saúde e educação. Agora, as melhorias no transporte são maravilhosas. O Rio de Janeiro, por exemplo, não tem metrô, e o metrô vai chegar a lugares mais distantes até as Olimpíadas e vai melhorar para todo mundo. Mas falta hospital, falta escola, antes de ter estádio", afirmou.

A atriz também revelou sua superstição para o período. "Normalmente a camisa com que eu assisto o primeiro jogo é aquela com a qual eu vejo os jogos do Brasil por toda a Copa. Não necessariamente é uma camisa da Seleção, mas sempre tem algo que remete ao futebol", explicou.