Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Especial / Dia da Mulher

Saudosa Hebe Camargo completaria 84 anos

Ana Carolina Giarrante Publicado em 05/03/2013, às 18h10 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Hebe Camargo - Edu Lopes
Hebe Camargo - Edu Lopes

Hebe Camargo (1929-2012) faria 84 anos na próxima sexta-feira, 8, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Personalidade de garra, a loira teve uma trajetória exemplar no cenário artístico nacional, se tornou exemplo para várias gerações de apresentadoras e, de fato, representou a mulher brasileira.

“Como precursora de todo o processo da TV no Brasil, Hebe se tornou rainha. Suas falas impetuosas e destemidas falaram alto aos ouvidos das nossas autoridades transformando costumes no nosso dia a dia. Uma crônica de Hebe tinha seus efeitos”, disse Tom Cavalcante (50), amigo pessoal de Hebe, em entrevista exclusiva à CARAS Online.

O humorista faz aniversário no mesmo dia da dama da TV e, com ela, festejou muitas primaveras. “Hebe era uma festa em pessoa. Estive do seu lado comemorando aniversários e rindo muito com suas brincadeiras. Um sorriso que ainda ecoa”, completou o ator.

Nascida em Taubaté, interior de São Paulo, e filha de pai músico, Hebe começou a carreira artística como cantora da Rádio Tupi aos 15 anos. Sua importância como figura feminina marcante se iniciou em 1955, quando estreou o primeiro programa feminino da TV Brasileira, O Mundo É das Mulheres. A partir de então, a cantora e atriz se tornaria uma representante da mulher, com voz ativa.

"Pra mim, é um presente ver a evolução da mulher na sociedade. Apresentei no início da minha carreira o programa O Mundo É das Mulheres e hoje eu vejo que é quase das mulheres. Na verdade, já é", disse Hebe, que recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira.

Desde a década de 1960, muitas celebridades e personalidades importantes passaram pelo sofá dos cenários dos programas de Hebe que, com o tempo, foi ganhando autoridade para fazer as perguntas mais indiscretas e diretas possíveis, sempre com muito bom humor e descontração.

“Como artista, Hebe sempre foi um exemplo porque, embora tenha sido a primeira-dama da TV, ela sempre foi muito humilde, e isso não era uma coisa falsa, era verdadeira. Em cima de todo aquele cartaz, todo o dinheiro que ela tinha, era uma pessoa humilde, tratava bem todas as pessoas. Ela ajudou muita gente no anonimato, sempre fez questão de fazer a verdadeira caridade, dar sem humilhar, sei de muita coisa que ela fez porque a pessoa beneficiada me contava”, declarou Carlos Alberto de Nóbrega (76), que fazia confidências de sua vida à apresentadora.

Lolita Rodrigues (83), amiga de Hebe desde os tempos do rádio, faz aniversário no dia 10 de março e chegou a comemorar muitos deles ao lado da amiga. “Quando morávamos perto, no bairro do Sumaré, em São Paulo, fazíamos festas juntas. Eu rezo pra ela toda noite, ela faz uma falta imensa não só para os amigos mais íntimos como para os fãs. Por melhor que seja uma apresentadora, nunca ninguém vai se igualar a ela”, disse a atriz para a CARAS Online.

Tom também afirma que ela está fazendo muita falta para a televisão nacional. “Sua morte deixou uma imensa lacuna nas noites da TV nacional. Um simples sofá que se tornava mágico com sua presença. Presença que se tornou habito na vida de todos nós”, afirmou.