Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Almofadas são as peças-chave de uma decoração harmoniosa

Juliana Cazarine Publicado em 03/06/2014, às 18h24 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

A escolha das almofadas precisa ser feita a partir de uma análise de todo o ambiente - Foto-montagem
A escolha das almofadas precisa ser feita a partir de uma análise de todo o ambiente - Foto-montagem
As almofadas têm papel de destaque na decoração. E na hora de escolher, é preciso avaliar todo o ambiente, que não pode ficar carregado visualmente. Descubra como compor um mix de estampas e texturas, qual é o tecido ideal para cada ambiente e como definir o número certo de peças

Ao contrário do que se pode imaginar, as almofadas não são coadjuvantes no ambiente. “Elas podem tornar a decoração harmoniosa ou desempenhar papel de liderança na definição de um interior”, afirma Daniel Kostiuc, designer do escritório de arquitetura Intarya. Mas, para que atendam às expectativas, o tecido, a estampa, o acabamento, a disposição e até o enchimento das almofadas precisam ser escolhidos criteriosamente. “Veja esses acessórios como uma oportunidade para adicionar textura ao ambiente. Gosto de usar estampas na frente e um tecido liso atrás, por exemplo”, afirma o designer. A seguir, veja dicas para decorar a sua casa.

+ Conheça quatro truques de moda que podem ser aplicados à decoração de ambientes

+ Papéis de parede, almofadas e quadros: ideias práticas para mudar a decoração de casa

Mix de estampas, cores e texturas

A mistura de estampas é uma tendência na decoração. Cada almofada pode, sim, ter uma padronagem diferente da outra. Na hora de compor o mix, para não sobrecarregar o ambiente, a alternativa é escolher uma cor predominante para estar presente em todos os objetos estampados. Mas, quando se trata de almofadas, o mix de estampas não é a única alternativa. É possível mesclar texturas e cores, é claro. “Gosto de misturar peças com e sem tubulação para criar um ambiente contemporâneo”, afirma o designer.

Em um mesmo quarto, Kostiuc usou quadros estampados com bolinhas, almofadas de listras e um cobertor texturizado. “No ambiente a seguir, usamos uma paleta de cores jovem, com cinza, amarelo mostarda e verde oliva. Mesmo o tecido listrado sendo ‘forte’, no ambiente sem cortinas ou grandes itens estofados, não ficou sobrecarregado”, comenta o designer.

+ Mix de estampas também é tendência na decoração. Confira!

almofadas

O tecido ideal

O estilo da decoração determina o tipo do tecido. “Em um ambiente casual, é melhor usar linho. Para dar um toque de luxo, lã com cashmere. Mas, se a ideia é compor um visual glamouroso, seda texturizada e cetim são mais adequados. No living e quarto principal, por exemplo, uso almofadas barradas, que são sofisticadas”, diz Kostiuc.

almofadas

Inverno x Verão

No inverno, pequenos “truques” ajudam a deixar a casa mais quente. “Caramelo, marrom e laranja deixam a casa mais ‘confortável’ nos dias frios”, afirma o designer. A sensação que as cores despertam é que causa o ‘efeito quente’. E a mesma regra é válida se a ideia é refrescar a casa. “Gosto de usar almofadas que combinam com branco, azul ou verde hortelã. E nesse caso, a escolha do tecido é fundamental para deixar o ambiente leve e fresco”, avalia. Como são acessórios versáteis, dá para mudar a cada estação. Mas uma ressalva é necessária: “certifique-se de que a almofada esteja bem ‘recheada’. Uma capa linda não adianta se a peça estiver vazia”, avalia.

+ O calor do verão pode ficar ainda mais prazeroso se a sua casa for um reduto de frescor

+ Truques de decoração para deixar a casa mais quente e espantar o frio no inverno

almofadas

Número de almofadas

Para determinar o número de almofadas, todo o ambiente precisa ser avaliado: a quantidade, o volume, a cor e a textura dos objetos.“Em um quarto com espelhos que remetem ao estilo rococó, usei três almofadas com estampas geométricas para criar um contraste”, diz Kostiuc. A decoração não pode ficar visualmente carregada. “O número de peças é a chave para alcançar um ambiente equilibrado”, ressalta.

almofadas