Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / GLÔ NA RUA

'Não vão me fazer mal', diz Rita Batista, sobre curtir Carnaval no meio do povo

Em entrevista à CARAS Brasil, Rita Batista revela experiência na Pipoca de Salvador e celebra comando do Glô na Rua

por Surenã Dias

sdias_colab@caras.com.br

Publicado em 13/02/2024, às 18h40

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Rita Batista foi uma das famosas que passou pelo Camarote Expresso 2222, em Salvador - Foto: Surenã Dias / CARAS
Rita Batista foi uma das famosas que passou pelo Camarote Expresso 2222, em Salvador - Foto: Surenã Dias / CARAS

A frente do Glô na Rua por mais um ano, Rita Batista (44) faz questão de reafirmar que é uma comunicadora do povo e que adora estar curtindo com muita liberdade. Depois de uma maratona de Carnaval, a apresentadora conta que tirou um tempinho da cobertura da festa, para sentir de pertinho a energia do povão. Em entrevista exclusiva à CARAS Brasil no Camarote Expresso 2222, ela revelou que já viveu grandes experiências na pipoca e não se importa com o empurra, empurra.

"Tô aqui no Expresso, porque eu estava aqui do lado fazendo o Glô na Rua, aqui do Barra, então é perto e também porque tinha um compromisso comercial, mas eu acho importante os comunicadores e as comunicadoras estarem onde o seu cliente está. Desde sempre, na minha carreira toda, eu fiz questão disso. E eu também estou na minha cidade, as pessoas não vão me fazer mal. Então eu ando entre elas e tudo certo. Se estiver muito apertado, eu falo: 'espera aí, cuidado comigo, eu tem um filho pequeno'", brinca. 

A jornalista também comentou sobre seu trabalho na cobertura do Carnaval da TV Globo, que tem rodado todo o Brasil. Segundo ela, o Glô na Rua é importante para levar mais representatividade para a casa dos telespectadores, que possuem formas distintas de curtir a folia. 

Leia também: Esposa de Davi, do BBB 24, vira estrela de camarote e curte com famosos: 'Dia especial'

"O Brasil tem 5.500 municípios e tem carnaval em todos os lugares, de todos os formatos, com todos os ritmos, todos os jeitos. Então a TV Globo, que é irmanada com a audiência, entendeu que a gente precisava mostrar esse Carnaval, o Carnaval popular, o Carnaval que as pessoas fazem independente de trio, de banda, de fanfarra, as pessoas fantasiadas, nas ruas, vivendo essa Catarse que é o carnaval", afirma.

"Para mim é o projeto do meu coração, porque eu amo carnaval. Faço o carnaval há 21 anos e, principalmente, porque a gente tá aqui em Salvador, que, pra mim, é o maior carnaval do mundo, mas sem desmerecer em nenhum ponto para o Carnaval das outras capitais", defende Rita, que está há dois anos no time fixo de apresentadores do É de Casa

Mamãe coruja do pequeno Martin (6), a apresentadora revelou que o garotinho já tem crescido no meio da folia, assim como ela. Na última semana, ela o levou para a acompanhar sua rotina de trabalho, a qual considera que foi uma experiência divertidíssima. "Foi uma experiência incrível, porque teve de tudo, chorou, brigou, reclamou, depois quis ficar. Mas é assim, já tinha passado muito da hora de dormir e criança pequena tem isso, né? Mas foi ótimo", diz.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!