Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Big Brother / Bastidores

Dani Calabresa não fará parte do time do BBB 24, diz colunista

Depois da notícia da saída de Paulo Vieira, Dani Calabresa também não deverá fazer parte do time de humor da equipe do BBB 24

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 24/11/2023, às 19h37

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Dani Calabresa - Foto: Globo/Manoella Mello
Dani Calabresa - Foto: Globo/Manoella Mello

A humorista Dani Calabresa não deverá fazer parte do time de humor do BBB 24, que é a próxima edição do reality show da Globo. De acordo com o colunista Lucas Pasin, do site Splash UOL, ela não renovou o contrato com o programa de TV e já conversou com a equipe do Big Brother sobre sua ausência na atração do próximo ano.

A decisão aconteceu porque Dani já tem outros projetos. Ela vai encenar um musical em São Paulo, terá outro espetáculo de humor e ainda vai ter um quadro no Caldeirão com Mion.

Vale lembrar que Paulo Vieira também não estará no BBB 24 com o quadro Big Terapia. Ele também está com a agenda cheia e não conseguiu assumir mais um compromisso.

Dani Calabresa relembrou a separação de Marcelo Adnet há pouco tempo

A humorista Dani Calabresa (41) relembrou o fim do casamento com o humorista Marcelo Adnet (41) ao participar do podcast Quem Pode, Pod, de Giovanna Ewbank (36) e Fernanda Paes Leme (39). O casamento deles chegou ao fim em 2017. Alguns anos antes, ele chegou a ser flagrado com outra mulher em um bar e ela perdoou. Agora, ela relembrou o período da separação.

"O divórcio é muito difícil... Foi um pesadelo de desabar o mundo. Foi sete dias antes do meu aniversário. Achei até humilhante... Você me inspirou. Eu sou essa pessoa que torço. Fiquei triste real quando aconteceu com você. Achava um casal lindo. Eu sentia 'Eles combinam, eles são almas gêmeas'. Só que eu achei lindo você perdoar. Achei maduro. Você me inspirou a fazer uma coisa que eu nem sei se eu faria. O que foi exposto a gente fica tentando entender, mas é uma parte. Vocês sabem o que vocês têm. Quando aconteceu comigo, uma amiga falava 'olha a Giovanna e o Bruno'. Eu ficava 'Será que vale outra chance?'. Pra gente não foi tão bem assim, mas serviu de aprendizado", disse ela. 

E completou sobre o sentimento após a traição. "Terminar é lembrar quem a gente é, recalcular a rota, com a sensação de 'Será que perdeu o interesse em mim? Não sei se sou tão legal, não sei se transo tão bem'. A gente se culpa, e mulher já se culpa por tantas coisas... as pessoas falavam 'homem trai'. Então homem tem autorização da sociedade pra ser um m*rda, e a gente tem que ser legal, gostosa, apoiar e não pode fazer barraco. Eu também poderia trair, também tenho tesão momentâneo, mas tem maturidade, caráter e escolhas. Justificar 'É homem' uma facilitar um comportamento muito m*rda porque os homens podem tudo", refletiu.