Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ronaldo, o Fenômeno, no 'Medida Certa': 'Sedentarismo é o grande problema'

Em entrevista, Ronaldo Nazário fala da falta de exercícios em sua vida de atleta aposentado e diz os efeitos em sua rotina

Redação Publicado em 23/09/2012, às 21h08 - Atualizado às 23h02

Ronaldo Fenômeno participa do quadro 'Medida Certa' - TV Globo
Ronaldo Fenômeno participa do quadro 'Medida Certa' - TV Globo

O ex-jogador de futebol Ronaldo Nazário(36), o Fenômeno, já aceitou o desafio de fazer a reeducação alimentar do Medida Certa, do Fantástico, e começou a listar o que terá que mudar em sua rotina. Para começar, o ex-atleta revela que terá que voltar a fazer exercícios físicos, o que deixou de lado desde que se afastou dos campos. “Sedentarismo é o grande problema. Atividade física zero, só golfe e de carrinho no final de semana. Depois que parei de jogar, não fiz mais nenhuma atividade física. Fiquei 20 anos como atleta de alto rendimento. Estou muito incomodado, principalmente com a barriga”, contou ele em entrevista para Zeca Camargo (49) e Renata Ceribelli (47) neste domingo, 23.

Na hora de fazer os exames, Ronaldo descobriu que está com o colesterol alto, correndo de risco de desenvolver doenças cardiovasculares, e terá que cuidar do hipotiroidismo. Além disso, o ex-atleta enfrentou a balança e contou para o Brasil o seu peso: 118,4 kg e circunferência abdominal de 107 cm, tendo que atingir 94 cm. Agora, os objetivos dele serão comer de 3 em 3 horas, aprender a tomar o café da manhã, consumir menos álcool e gorduras, não ficar de jejum e fazer exercícios regulares. "A parte física vai ser difícil", desabafou. 

Além disso, ele terá que mudar a sua forma de alimentação, já que não é adepto do café da manhã e exagera um pouco no almoço. “Na maioria das vezes treinava em jejum. No almoço é um prato generoso. Nos últimos tempos, não tinha me preocupado em seguir uma dieta. Gosto muito de massa e me faz mal se não pratico esporte. Com o passar do tempo, você já vai sentindo que aquele quilinho da churrascaria demora mais [para eliminar]”, brincou ele, que terá o total apoio de sua mulher, Bia Antony, nesta etapa do processo para emagrecer. “Ele é teimoso demais. Esse trabalho [de cuidar da alimentação] já faço há muito tempo”, disse ela.

Sem seguir uma vida saudável, Ronaldo vê os efeitos em seu dia a dia. “Me sinto menos disposto e tenho muitas dores, minha qualidade de vida caiu muito, qualquer esforço físico demoro mais para recuperar. Quando tem que abaixar, dá aquela dor na lombar, subir escada correndo atrás das crianças... Me sinto derrotado, um esforço tão pequeno cansar tanto. Ultimamente tenho dormido mau. Nunca me senti assim”.

Pensando em sua carreira, Fenômeno relembra quando começou a engordar. “Começou no último ano do Real Madrid, em 2007, e depois no Milan. A gente descobriu que tinha uma deficiência nos hormônios da tireóide. Isso acelera o metabolismo e consequentemente engorda”, disse ele, que olha as fotos de antigamente e brinca: “Não estava nada gordo”, comentou ele, que fala de sua infância. “Nunca fui gordo, era um garoto ativo, sempre jogava bola”.

Já que aceitou o desafio do programa, Ronaldo teve que passar por diversos exames e subir na temida balança. “É um trauma, tenho pavor da balança. Me recusava a treinar [se tivesse que subir na balança]. O treinador falava para eu correr uma hora para ver se eu estava bem fisicamente”.

Ex-fumante, Fenômeno comenta a sua relação com o cigarro. “Parei esse ano. Fiquei cinco meses sem fumar e voltei. Mas agora estou parando de novo, tenho que usar aqueles adesivos. Comecei com 28 anos e parei pela saúde também”.