Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ajudamos você a emagrecer após a gravidez. Mas ter o corpo de Gisele Bündchen... é mais difícil

Talvez você não fique com o corpo de Gisele Bündchen depois da gravidez, já que apenas cinco meses após o parto a modelo já está com esse corpo escultural, mas veja algumas dicas que podem ao menos ajudar você a emagrecer

Juliana Cazarine Publicado em 09/05/2013, às 12h05 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Cinco meses após o nascimento de Vivian, a top Gisele Bündchen está com um corpo escultural. E qualquer mulher pode emagrecer depois do parto, basta ter dedicação e cuidado com alimentação - Foto-montagem
Cinco meses após o nascimento de Vivian, a top Gisele Bündchen está com um corpo escultural. E qualquer mulher pode emagrecer depois do parto, basta ter dedicação e cuidado com alimentação - Foto-montagem

Se Gisele Bündchen não fosse uma das tops mais famosas do mundo, ao vê-la de biquíni, certamente não seria possível saber que ela foi mãe há cinco meses. Perder peso após a gravidez, exige dedicação e cuidado, já que não é permitido fazer dietas restritivas por causa da amamentação. A tarefa não é fácil, nem mesmo - acredite - para a cantora Shakira, que dois meses após o nascimento de Milan, seu primeiro filho, afirmou que tentar perder peso é estressante. Calma, Shakira, você consegue! E toda mulher que deu à luz também, desde que tenha cuidado da alimentação durante a gravidez. A atriz Jessica Simpson, por exemplo, exagerou na alimentação e encontrou dificuldade para emagrecer. E após o parto, faça uma dieta saudável - e que não prejudique o bebê - e exercícios físicos.

A rotina diária para voltar à forma só pode ser iniciada com a liberação do médico. “Em geral, a mulher pode voltar a treinar em 45 ou 60 dias após o parto, desde que tenha liberação médica”, afirma Silvio Cabral, personal trainer. Não existem restrições de exercícios. O corpo é que determina até que ponto a mulher pode ir na malhação. “Ela pode começar fazendo caminhada e pedalando na bicicleta ergométrica, que são exercícios sem impacto. Se a pessoa já tem preparo, pode fazer esteira com inclinação, por exemplo”, aconselha. “Mas o principal é cuidar da alimentação”, ressalta o personal.

Para preparar o cardápio, a mulher precisa ter em mente que o leite materno é a única fonte de alimentação do bebê até os seis meses de idade. O ideal é que ela coma com qualidade e não faça uma dieta restritiva. Ou seja, mantenha uma dieta balanceada e saudável. “A mãe precisa ingerir carnes, verduras escuras e legumes e frutas”, diz Patrícia Silva, nutricionista da Amil. O cardápio diário não necessariamente terá pouca caloria. O segredo para perder peso é a própria amamentação. “Para produzir leite, a mãe gasta muita energia e, com isso, emagrece”, afirma. É possível perder de 300 a 400 calorias por dia.

As mamães que estão acostumadas a treinar também podem apelar para a musculação, se o médico liberar. “No começo, o treino será um pouco mais leve do que ela fazia antes. Mas ela pode fazer exercícios abdominais, que são importantes nesse caso”, diz Silvio Cabral. É importante reforçar que o corpo é que determina a intensidade da malhação. “Ela precisa fazer os exercícios básicos, como o de glúteos, por exemplo, até ganhar condicionamento físico”, completa o personal.