Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Aos 53 anos, Leona Cavalli reflete sobre pressão estética e diz: "Não é o principal"

Em entrevista à revista CARAS, Leona Cavalli falou sua carreira e conquistas pessoais aos 53 anos de idade

Leona Cavalli está no ar com a novela Terra e Paixão, da TV Globo - FOTOS: JULIANA COUTINHO
Leona Cavalli está no ar com a novela Terra e Paixão, da TV Globo - FOTOS: JULIANA COUTINHO

A atriz Leona Cavalli (53) afirmou que tem vivido o melhor momento de sua vida, depois da conquista da maturidade. Em entrevista à revista CARAS, ela falou sobre pressão estética e revelou como faz para cuidar da saúde. 

Segundo Leona, por ser atriz e trabalhar com mídia, ela se preocupa com o visual, mas isso não é algo que ela coloca como prioridade. "Ser atriz pede uma prontidão física e psíquica para poder interpretar qualquer tipo de papel. Isso passa também pela estética, mas isso não é o principal", declara.

"O essencial mesmo é se sentir bem com o seu corpo. Eu me sinto", completou a artista, que está no ar atualmente com a novela Terra e Paixão, onde tem interpretado a diretora de uma escola local, Gladys.

Quando a receita para ostentar um corpão escultural aos 53 anos, Leona conta que faz exercícios físicos e se preocupa bastante com a alimentação, além de ir em uma ótima médica dermatologista. 

"Faço, diariamente, uma série de exercícios tibetanos para alinhamento dos chakras, sou vegetariana há anos, e tenho uma excelente dermatologista! Também não abro mão do cuidado com a minha alimentação, com a hidratação e com a minha pele", detalha.

A famosa também falou sobre a conquista da maturidade. Para Leona, a idade é algo que ela nunca ligou. "Curiosamente, sempre me senti com mais idade do que tinha. Preferia conversar com pessoas mais velhas", disse. 

Leia também: Premonição? Leona Cavalli chora ao relembrar última conversa com Zé Celso: "Até sempre"

"O meu primeiro namorado, por exemplo, tinha o dobro da minha idade, muitos amigos também. Então, de certa forma, sinto que estou mais à vontade comigo mesma agora. Por isso, não tenho crise, considero a passagem do tempo inevitável e até desejável, porque significa vida longa", afirma.

Questionada sobre o segredo para levar a vida com tanta leveza, ela disse: "Ter a mente e o coração em paz. Optar por viver, inclusive, os desafios, de forma não violenta, faz toda a diferença".