Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Dermatologista ensina como eliminar as manchas da pele

A especialista explica como funciona os tratamentos como peeling químico, microagulhamento e laserterapia; confira

Bruna Nastas Publicado em 24/06/2016, às 09h58

Manchas na pele - Shutterstock
Manchas na pele - Shutterstock

O inverno é a época ideal para quem busca realizar tratamentos estéticos, como clareamento das manchas, por exemplo.

Atualmente, é possível encontrar no mercado diversos procedimentos, como cremes clareadores de uso domiciliar, peelings químicos, o microagulhamento e laserterapia.

Segundo a dermatologista do Centro Multidisciplinar Fluminense, Ericka Aguiar, o peeling de diamante "é uma solução química que ao ser aplicada na pele, ocasiona sua descamação e o surgimento de uma nova camada. Há diversos tipos de peelings químicos: superficiais, médios e profundos, de acordo com a indicação e os resultados a serem alcançados. Assim, é possível clarear a pele e promover a melhora de sua textura, tornando-a mais uniforme. Embora os peelings químicos sejam utilizados principalmente na face, também podem ser usados para rejuvenescer pescoço e mãos".

Já o tratamento de microagulhamento age fazendo "pequenos furos na pele, com o objetivo de estimular os fibroblastos (células responsáveis pela produção de colágeno) a restaurar a pele que foi danificada. Dessa forma, é possível tratar manchas, cicatrizes de acne e estrias, além de melhorar a qualidade da pele, por estimular o colágeno. Este método também pode ser usado para que medicamentos sejam injetados diretamente na área a ser tratada, potencializando os resultados. É o chamado drug delivery".

Existem no mercado diversos tratamentos com laser que atuam através de aparelhos específicos produzindo calor na pele, que acabam resultando em um ótimo resultado para pacientes com sardas e manchas. "Isso estimula o colágeno, responsável pela firmeza da pele", ressalta Ericka.

Além dos tratamentos, o uso do filtro solar é fundamental para proteger a pele dos danos causados pelo sol. "Após o tratamento é indicado o uso diário do filtro solar assim como um tratamento de manutenção feito com o dermatologista já que o dano provocado pela radiação ultravioleta é cumulativo e portanto novas manchas vão surgir ao longo do tempo", conclui a dermatologista.