Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Filhos doentes: melhor maneira para avisar o chefe sobre uma falta no trabalho

Descubra a melhor maneira de faltar no trabalho para cuidar dos filhos sem ser criticado no ambiente profissional

Luiza Camargo Publicado em 19/05/2013, às 14h31 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Filhos doentes: seja franco com o seu chefe - Shutterstock
Filhos doentes: seja franco com o seu chefe - Shutterstock

Um bom relacionamento com a chefia em um ambiente de trabalho sempre é e necessário. Em alguns casos ele é essencial. Um bom exemplo é quando o filho do funcionário adoece ou tem algum problema e este precisa conversar com os superiores e avisá-los que precisa faltar no emprego.

O consultor de etiqueta e comportamento Fábio Arruda afirma que a melhor maneira de se explicar a situação é por meio da conversa ao vivo: “tudo pessoalmente é mais fácil de ser explicado e o e-mail deixa a desejar nesta situação. Quando é ao vivo, ou em último caso, por telefone, você passa impressão de ser mais confiável”.

Atestados médicos de filhos doentes: funcionam para faltar no trabalho?

Gripes e resfriados: dicas para proteger seu filho e o que fazer quando há febre alta

Dilema feminino: o que Gisele Bündchen, Claudia Leitte e mães que trabalham têm em comum

Todavia, existem algumas empresas que tem políticas mais impessoais, então é necessário saber como é o “espírito” do lugar.

Segundo Arruda, acreditar que conversar com uma chefe mulher é a melhor saída pode não ser uma boa escolha e o funcionário acaba sendo interpretado: “é normal que mulheres se sintam mais à vontade com outras mulheres, por exemplo, mas há a possibilidade de parecer que o funcionário está se aproveitando do “espírito maternal” da chefe para conseguir um benefício. Precisa ficar atento para não fazer feio e ser visto como interesseiro.

Em suma, o funcionário precisa mostrar que está sendo sincero e que deseja “abrir” o jogo com os chefes, apresentando seriamente os problemas: “desse jeito você ganha intimidade e confiança. Não precisa mentir, é só falar do jeito certo”, afirma o consultor.