Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / SAÚDE

Tiago Leifert fala sobre doença da filha, Lua e relembra momento desagradável que viveu

Em participação em podcast, Tiago Leifert falou do câncer raro da filha e cuidados para preservar a privacidade da pequena

Tiago Leifert - Foto: Reprodução / Youtube
Tiago Leifert - Foto: Reprodução / Youtube

Tiago Leifert participou do "Flow", seu primeiro podcast da vida, nesta quinta-feira, 14. Durante a conversa, o ex-apresentador do Big Brother Brasil e do The Voice falou sobre o estado de saúde de sua única filha, Lua, que foi diagnosticada há dois anos com um câncer raro conhecido como retinoblastoma. 

A pequena é fruto da relação de Tiago com a jornalista Diana Garbin. O apresentador explicou como lidou com a notícia: "A partir do momento que a gente sabia que ela tinha um problema grave, comuniquei a Globo quando começou a vazar. Os repórteres ligavam e diziam que iam dar a doença. Dar uma notícia que o pai e a mãe não deram? Houve um pacto de silêncio de pessoas do bem, mas tem quem não deu porque ficou com vergonha e, não por ela, mas por tomar porrada por ter dado e prejudicar a carreira", contou. 

O jornalista contou que quando abriu a doença da filha publicamente queria ajudar mais pessoas no diagnóstico precoce, já que é um tumor tão raro e difícil de ser percebido. Mas, que falar de sua vida particular custou a privacidade de Lua:

"A gente tinha que ajudar as outras pessoas. Primeira oportunidade que eu tive viajei para fora. Ela foi no shopping, lambeu o chão (risos) sem ninguém filmar ela. As pessoas tinham curiosidade de olhar o olho dela e não tem nada. Está tudo bem, ela está na escola. Eu entendo, faz parte do jogo".

Leifert contou uma situação desagradável que passou há pouco tempo: "Tinha uma pessoa no nosso condomínio que falava: 'Oi, Lua!' e praticamente abria o carrinho para vê-la. Eu tinha vontade de matar. A gente faz um esforço para a Lua não virar atração nos lugares que vai".

"A gente da pouquíssimos detalhes do tratamento dela. São dois anos, mais de 700 dias, tem muita coisa. Não quero que ela cresça e veja no google, quero que ela pergunte para mim. A gente faz o máximo pra preservar a intimidade dela, a gente sacrificou um pouquinho para ajudar as pessoas. Mas quase não posto", diz Leifert.

O jornalista também falou o porque mantém seu casamento o mais privado possível e compartilha teoria sobre as pessoas que postam muito: "Quanto mais a pessoa posta, menos real é e a chance de dar certo. A felicidade do casal é inversamente proporcional à quantidade de posts. Começou a postar muito, vai dar ruim. Pelo comportamento dos amigos no stories, eu sei quem separou. Estou casado há 11 anos e estamos juntos há 13. As pessoas sabem pouquíssimo da nossa vida", finaliza.