Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Vips vibram com gols do Brasil no Soccer City

No camarote Caras, eles assistem à partida e festejam vaga nas oitavas-de-final da Copa

Redação Publicado em 22/06/2010, às 11h15 - Atualizado em 25/06/2010, às 14h07

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Marcello Novaes, Thomaz Martolio, Marcos Frota, Fernanda Machado e o amado, Marcelo Faustini, Luciano Szafir, Camila Rodrigues, Débora Lyra, Pedro Neschling e sua Vitória Frate e Betty Lago vibram com o Brasil. - FOTOS: CADU PILOTTO, JAIME BÓRQUEZ, MARTIN GURFEIN E WANDER ROBERTO / INOVAFOTO
Marcello Novaes, Thomaz Martolio, Marcos Frota, Fernanda Machado e o amado, Marcelo Faustini, Luciano Szafir, Camila Rodrigues, Débora Lyra, Pedro Neschling e sua Vitória Frate e Betty Lago vibram com o Brasil. - FOTOS: CADU PILOTTO, JAIME BÓRQUEZ, MARTIN GURFEIN E WANDER ROBERTO / INOVAFOTO
Um misto de empolgação, euforia e tensão ditou o ritmo da torcida vip do Camarote CARAS no segundo jogo do Brasil na Copa do Mundo da África do Sul, domingo, dia 20, nos 3 a 1 diante da forte Costa do Marfim. "Espero que o Dunga mude o esquema tático da Seleção para não passarmos aperto, como foi contra a Coreia do Norte. Sei que não é muito o estilo do treinador, mas seria o correto", cobrava o ator Marcello Novaes (47), pouco antes do início da partida no belíssimo estádio Soccer City, referindo-se ao placar magro de 2 a 1 contra os norte-coreanos na estreia da equipe brasileira. "Sempre tenho expectativa de vitória. É hora de os jogadores mostrarem a tal raça que o Dunga sempre pede a todos", disse o flamenguista 'roxo', que chegou a Johannesburgo a bordo do CARAS Colt - jatinho exclusivo para os convidados da revista - ao lado de Maria Cândida (38) e Luiza Brunet (47), com a filha, Yasmin (22). Vestidas com as cores do Brasil e ansiosas para o pontapé inicial, as atrizes Fernanda Machado (29), com o amado, Marcelo Faustini (45), Camila Rodrigues (26), Patrícia Naves (47), Vitória Frate (24), acompanhada do namorado, Pedro Neschling (27), e a Miss Brasil 2010, Débora Lyra (20), não escondiam o entusiasmo ao testemunhar um jogo do time canarinho no Mundial. "Estou extasiada de estar aqui no Soccer City para ver nossa Seleção. É um lugar vibrante e com uma energia muito boa", comentou Fernanda com os colegas Marcos Frota (54), o mais nervoso da turma, Betty Lago (54) e o ator e apresentador Luciano Szafir (40). "A ficha só cai quando a gente chega ao estádio. O futebol une o ser humano de maneira contagiante", emendou Luciano. Felizes, Vitória e Pedro eram só sorrisos ao curtir juntinhos, pela primeira vez, a competição mais importante do futebol. "Parece que pulei dentro do meu álbum de figurinhas da Copa. Além de estar aqui, de repente, vi todo o time da Eslovênia no mesmo andar do hotel em que estou hospedado em Johannesburgo a convite de CARAS. No Brasil, acompanho todos os jogos, mas como observador. Aqui, fazemos parte da engrenagem", vibrou, feito menino, o filho da atriz Lucélia Santos (53). Namorando há três meses, o casal vive total clima de romance. "A gente tem muito em comum. Mas é engraçado porque somos amigos há anos e nunca havíamos olhado assim um para o outro como nos olhamos hoje", contou Vitória. A emoção tomou conta do camarote com a execução do Hino Nacional. Comovidos, todos ficaram de pé para entoar a canção. "Este foi um dos momentos mais emocionantes para mim", revelou a linda Débora. Com a bola rolando, a Seleção dava mostras de ter deixado para trás sua fraca atuação de estreia. Aos 40 segundos de jogo, Kaká (28) deu uma de suas arrancadas características e passou para Robinho (26), que percebeu o goleiro marfinense Boubacar Barry (30) adiantado e tocou por cobertura. O lance do atacante do Santos trouxe à lembrança o notório gol que Pelé (69) não fez na Copa de 1970, no México, quando o Rei tentou um chute do meio de campo que passou rente à trave da então Tchecoslováquia, que perdeu aquela partida por 4 a 1. A jogada animou a torcida verde-amarela e Marcos agitava os amigos gritando: "'Vambora', Brasil". A Seleção continuou pressionando. Em outra boa jogada, Kaká - que está voltando à antiga forma - deu passe para Luís Fabiano (29), o Fabuloso, que disparou um chutaço aos 25 minutos do primeiro tempo para inaugurar o placar para o Brasil. "Esse gol foi um alívio e nos tirou do sufoco", comemorou Fernanda, que viu o Brasil terminar a etapa inicial em vantagem. No intervalo da partida, os famosos puderam saborear petiscos diversos, incluindo receitas com molhos picantes típicos, e exóticos pratos à base de carne defumada de javali. Já Marcos aproveitou o tempo para comprar uma bola da Copa - a jabulani - para o filho Davi (10), da união com a ex, a atriz Carolina Dieckmann (31). "Ele vai adorar", garantiu. O segundo tempo começou a todo vapor. Aos cinco minutos, Luís Fabiano roubou a bola perto da área, deu dois "chapéus" em seus marcadores e ampliou a vantagem brasileira com uma jogada brilhante, mesmo que irregular, pois o centroavante arrumou a bola com o braço antes de tocar de esquerda. "Luís Fabiano nos deu os momentos mais bonitos do jogo", festejou Marcello, ao lado da cantora Mart'Nália (43), com seu percussionista Macaco Branco (22), e da atriz e cantora Emanuelle Araújo (33), que vibrou com seu amado, o ator Renato Oliveira (23). "Esta partida está sendo muito melhor que a primeira", analisou a confiante Emanuelle. "O Fabuloso é o meu preferido", revelou Betty. O show brasileiro continuou novamente pelos pés de Kaká. O camisa 10 arrancou pela lateral esquerda e tocou do fundo de campo para Elano (29), livre dentro da área, completar de esquerda. Astro do Chelsea, da Inglaterra, Didier Drogba (32) marcou o gol de honra da Costa do Marfim, mas não foi suficiente para alterar o resultado da partida nem acalmar os nervos de seus companheiros. Irados com a derrota, os marfinenses cometeram faltas violentas. Numa delas, Elano recebeu uma entrada na canela direita e deixou o campo carregado. Irritado com a conivência do árbitro, o francês Stephane Lannoy, Kaká deixou o cotovelo no peito de Keita (28) - que simulou ter sido atingido no rosto - e levou seu segundo cartão amarelo do jogo, culminando na expulsão. "Estou feliz pelo resultado, pelo jogo que fiz, por poder participar diretamente dos gols, então, essa é minha alegria hoje", afirmou o jogador do Real Madrid. Felizes com a vitória, mas indignados com a expulsão, os famosos saíram em defesa do craque. "Foi ridículo. Não aconteceu nada ali naquele lance", lamentou Luciano. "Kaká expulso foi um erro total, mas o importante é o 3 a 1. Que venham os próximos", ponderou Marcello, que, assim como Vitória, acertou o placar da partida.