Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ronaldo é destaque na Inglaterra

Ex-atacante Ronaldo e sua empresa de marketing esportivo, 9ine, ganham destaque em edição de jornal britânico

Redação Publicado em 06/05/2011, às 15h55 - Atualizado às 16h23

Ronaldo Nazário - Arquivo Caras
Ronaldo Nazário - Arquivo Caras
A edição desta sexta-feira, 6, do jornal britânico Financial Times, um dos mais influentes do mundo, levou ao leitor uma matéria sobre a 9ine, agência de marketing esportivo de Ronaldo Nazário em parceria com o amigo e empresário Marcos Buaiz. Em poucos meses de existência, a empresa já trabalha a imagem do jovem talento santista Neymar, do craque de futebol de salão Falcão e do lutador Anderson Silva, mostrando onde a nova carreira do ex-jogador pode chegar. Durante entrevista ao diário, Ronaldo revelou quais eram suas pretensões após sua aposentadoria nos gramados. "Nunca quis ser um treinador ou um dirigente. Mas queria aproveitar a minha ligação com o futebol. Depois de todos estes anos, adquiri boas relações com grandes empresas e muitos atletas", afirmou. O maior artilheiro da história de todos Mundiais também contou que tem estudado bastante para se aperfeiçoar neste novo ramo em sua vida. "Minha maior dificuldade até agora é com o planejamento estratégico, que é o que o marketing e publicidade realmente consistem. É por esta razão que venho estudando muito com a minha equipe aqui na empresa. Suponho que terei a vida do dia-a-dia de um executivo normal". Em relação à Copa do Mundo de 2014 e aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, Ronaldo demonstra otimismo quanto ao crescimento de sua agência com a realização dos dois maiores eventos esportivos do Mundo em nosso País. "Estamos muito animados. Vamos fazer um planejamento de marketing para grandes empresas e gerenciar imagens de muitos atletas", explicou. Mesmo com todo esse empenho em sua nova carreira de executivo, o ex-atacante garante que não vai precisar acordar tão cedo e que não gostaria de deixar de se exercitar. "Talvez eu não comece a trabalhar tão cedo. Vou querer fazer algum exercício antes do trabalho", finalizou.