O primeiro vilão de Reynaldo Gianecchini

Reynaldo Gianecchini
Reynaldo Gianecchini TV Globo/Márcio de Souza


Em 'Passione', Reynaldo Gianecchini revela não ter medo do desafio de viver o 1º personagem mau de sua carreira e diz que não sabe se as mulheres gostam de cafajestes como o Fred. “Eu entendo cada vez menos as mulheres.”

O ator Reynaldo Gianecchini está enfrentando um novo desafio em sua carreira, que começou na televisão há 10 anos quando fez a novela Laços de Família: viver o seu primeiro vilão. Conhecido e amado por viver mocinhos nas novelas, o galã agora testará outro lado da interpretação e está pronto para a experiência com o vilão Fred, na novela de Silvio de Abreu, Passione, da Globo. "Não sei se eu tenho medo, não. A minha aventura é muito maior que o medo. Estou muito excitado para fazer esse personagem, está sendo muito divertido, gostoso pra caramba", afirmou ele ao Portal CARAS. Vivendo um personagem cafajeste, Gianecchini ainda diz que não sabe se ele fará sucesso entre as mulheres, já que ele "entende cada vez menos" o mundo feminino. Confira a entrevista com o ator: - Você está ansioso para saber da reação do público com a novela? - Sempre é muito divertido porque a gente fica louco para saber. A gente trabalha feito um maluco, sem tempo para descansar e depois quando estreia, a gente vai poder ver como é que está imprimindo. E nesse caso, tem uma expectativa extra pra mim. É a primeira vez que eu faço um vilão, querio muito ver como é que vai ser a reação das pessoas. - Qual o seu maior medo em fazer um vilão? - É um personagem muito complexo, com muitas nuances, muitas caras e tem que estar tudo lá. Existe personagem que não dá para chegar lá e fazer de qualquer jeito. Tem que pensar e tomar muito cuidado a cada cena que eu vou fazer e tentar colocar todos os elementos que precisam ser mostrados. Existe uma preocupação a mais. Por outro lado, não sei se eu tenho medo, não. A minha aventura é muito maior que o medo. Estou muito excitado para fazer esse personagem, está sendo muito divertido, gostoso pra caramba. A gente quer sempre fazer direito. A televisão é muito louca, é tudo muito rápido, muita carga horária de trabalho. Então a gente não quer que deixe escapar nada. - Você buscou inspiração em alguém? - Eu busco muita referência na minha cabeça do que eu acho que seja esse personagem. Então, liguei com muitas pessoas que já conheci na vida, um pouco da minha observação e muita conversa com o diretor. Eu peguei vários filmes, desde grandes canalhas, golpistas, pessoas imorais, e até pessoas que usam muito da sedução para conseguirem as coisas, que é o caso do meu personagem também. Ele é quase um michê, na minha opinião. - Você prefere fazer mocinho ou vilão? - Eu prefiro bons personagens. Acho que não tenho o menor critério em relação a isso. O vilão está sendo muito divertido de fazer porque eu estou exercitando coisas que eu ainda não exercitei. Mas o mocinho também pode ser muito bom. Eu gosto é de bons personagens, personagens complexos, que eu possa brincar com vários elementos, que mostre uma realidade congênita. Isso que é legal. - Quais as maiores maldades que o seu personagem irá fazer? - A gente nunca sabe exatamente quais maldades o personagem vai fazer. A novela é uma obra aberta. Ele é capaz de tudo. O Fred tem os valores um pouco invertidos, tem uma lacuna na infância, que tem a ver com essas questões dos conceitos morais dele e com a falta da figura paterna. O Silvio falou que ele realmente é capaz de tudo. Mas a gente não sabe. Por enquanto ele é um grande golpista, um cafajeste de primeira, um cara que quer conseguir seus objetivos, se dar bem na vida e passa por cima de todo mundo sem culpa nenhuma. - Você acha que as mulheres preferem homens cafajestes? - Não sei, eu entendo cada vez menos as mulheres. Para mim, mulher não gosta de homem muito bonzinho, né? Agora, se elas gostam exatamente de cafajestes, aí eu não sei. - O seu personagem terá um lado comediante? - Não, mas ao mesmo tempo eu o acho muito engraçado. Acho que tem uma graça nesta aventura. Não é aquele vilão pesado. É superleve. O Fred e a Clara vão armando e também se divertindo horrores com aquilo que vão aprontando. - O que vai fazer a novela ter sucesso? - Eu não sei dizer. Faz muito tempo que não acompanho novelas. Eu tenho preferido fazer outras coisas, como ler, e fiquei trabalhando muito no teatro, não sei como é que está. Mas sei que a novela do Silvio é de muita ação. É muito rápida, tem muita história, tem personagens muito bons. E ela tem todos os elementos que uma novela tem que ter mesmo, romance, suspense, vilões, mocinhos, núcleo engraçadíssimo, que o Silvio constrói super bem, tem um pouco de tudo.

Mais Notícias

segunda 17 maio, 2010
segunda 17 maio, 2010
segunda 17 maio, 2010
Atualizado terça 18 maio, 2010 (145128) | 21/07/2019 10:40:32

Mais conteúdo sobre:

ASSINE E GANHE

ILHABELA CARAS

  1. 1 Brasiliense morando no Rio, ele curte ilha de bike em folga da novela A Ilhabela do ator Rainer Cadete
  2. 2 Rainer Cadete curte Ilha de CARAS em folga da novela

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 A digital influencer Gabi Brandt compartilhou em seu Instagram um clique super fofo do recém-nascido Davi Gabi Brandt surpreende fãs com clique fofíssimo
  2. 2 Bruno Gagliasso exibe foto fofa com Titi e Giovanna Ewbank
  3. 3 Ex-ator da Globo vira motorista de aplicativo e recebe apoio
  4. 4 Otto sobe no palco e toca bateria na turnê de Sandy e Júnior
  5. 5 Zoe explode o fofurômetro brincando com o papai na praia
  6. 6 Laura Neiva exibe barriguinha de grávida pela primeira vez
  7. 7 Cissa Guimarães comove ao falar dos 9 anos da morte do filho
  8. 8 Isis Valverde compartilha clique fofíssimo ao lado de Rael
  9. 9 Após insinuações, Leo Dias rebate e detona Val Marchiori
  10. 10 Alcione critica declarações de Bolsonaro sobre o Nordeste