Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Morte em 'Ti-ti-ti' emociona Pacheco

A morte do personagem de Gustavo Leão, Osmar, em 'Ti-ti-ti', mexeu emocionalmente com o ator Leopoldo Pacheco, que interpreta o pai de Osmar na trama. "Foi difícil pessoalmente gravar essas cenas porque já tive a experiência de perder um filho"

Redação Publicado em 21/07/2010, às 18h30 - Atualizado em 27/07/2010, às 16h34

Leopoldo Pacheco e Giulia Gam na cena do enterro de Osmar, em 'Ti-ti-ti' - TV Globo / Zé Paulo Cardeal
Leopoldo Pacheco e Giulia Gam na cena do enterro de Osmar, em 'Ti-ti-ti' - TV Globo / Zé Paulo Cardeal
Muitas cenas de novelas são inspiradas em dramas da vida real, e em Ti-ti-ti não é diferente. O enterro de Osmar, personagem de Gustavo Leão, que foi ao ar na sexta-feira, 23, teve muita emoção. Dias antes, a novela mostrou Osmar sofrendo um acidente de carro, enquanto se preparava para ver sua família. A mãe do garoto, Bruna, vivida por Giulia Gam, que tem câncer, e o pai Gustavo, interpretado por Leopoldo Pacheco, sofrem muito com a perda do filho, obviamente. No decorrer da trama, Gustavo é o que mais se abala com a morte de Osmar, já que ele tinha vários conflitos com o filho caçula, por não aceitar que ele era gay, tanto que foi isso que fez com que o garoto saísse de casa para morar sozinho em outra cidade com o namorado. "Gustavo não é um bom pai, é preconceituoso e vai sofrer muito", contou Leopoldo em entrevista ao Portal CARAS. A gravação das cenas do enterro, que foi no Cemitério da Consolação, em São Paulo, e também a cena em que a família ficou sabendo da morte do filho, foram muito tensas e difíceis para Leopoldo. "Foi difícil pessoalmente gravar essas cenas, já que tive a experiência de perder um filho." O ator não quis entrar em detalhes sobre o assunto, mostrando que a perda realmente o abalou e também à sua família. Hoje, Leopoldo é pai de Frederico, de 15 anos, e afirmou que a paternidade mudou sua vida. "Eu sonhei um dia antes de minha mulher, Bel Gomes, saber que estava grávida, que ia ser pai de um menino. A partir daquele dia mudei, a paternidade me transformou. Eu cresci até profissionalmente." Coincidência ou não, Frederico nasceu no Dia dos Pais, o que emocionou mais ainda Leopoldo. Diferente de seu personagem na novela, o ator diz que é um pai presente e que respeita a opinião do filho. "Se eu vivesse a situação do Gustavo, aceitaria a opção do meu filho, se isso fosse trazer felicidade para ele." Leopoldo contou também que faz questão de sempre levar e buscar Frederico nas festinhas com os amigos e que adora cozinhar para ele. "Ele adora o meu macarrão!"