Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

LIVRO VIVO: Memórias de um Sargento de...

Redação Publicado em 10/12/2008, às 20h52 - Atualizado em 13/12/2008, às 11h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Livro escrito por Manuel Antônio de Almeida - Arquivo Caras
Livro escrito por Manuel Antônio de Almeida - Arquivo Caras
Milícias, de Manuel Antônio de Almeida, é a única obra do escritor. Publicada inicialmente em folhetins no importante jornal Correio Mercantil, entre 1852 e 1953, com o pseudônimo "um brasileiro", saiu em 1854 em forma de romance. O livro foi sucesso de público, mas não de crítica, que apontou o mau gosto das cenas e da linguagem. O estranhamento dos críticos se deve à originalidade da obra comparada com a produção em prosa publicada na mesma época por outros autores. Embora escrita no auge do romantismo brasileiro (só se ter uma idéia, O Guarani saiu em 1857), a narrativa, o tema e a concepção dos personagens de Manuel Antônio de Almeida não se encaixam na cartilha do romantismo. Memórias de um Sargento de Milícias é um romance inusitado, único no quadro geral das obras desse movimento literário. Manuel Antônio de Almeida é um nome singular na literatura brasileira. Autor de um único livro, ele introduziu um novo tipo de romance entre nós. O autor (1830-1861) nasceu no Rio de Janeiro, veio de uma família humilde e enfrentou dificuldades econômicas para freqüentar a Escola de Belas-Artes e, depois, a faculdade de medicina, onde se formou em 1855. Com a morte dos pais, teve de abandonar a profissão de médico para cuidar dos três irmãos e acabou se dedicando ao jornalismo. Foi diretor da Tipografia Nacional. Morreu aos 30 anos, vítima do naufrágio do Vapor Hermes, quando estava em campanha política para o cargo de deputado. Adaptação Livre de: Anette Lomaski Direção: Helena Bagnoli Personagens/Elenco: Rosi Campos (narradora), Carlos Ribeiro (Leonardo Pataca/Padrinho/O Barbeiro/Convidado da Festa), Jorge Cerruti (Major Vidigal/Padre/Marujo), Gustavo Machado (Menino Leonardo/Leonardo), Claudia Borioni (D. Maria/Maria das Hortaliças/Parteira), e Natalia Barros (Luisinha/Maria Regalada) Música/Tratamento Sonoro/Produção Fonográfica: Lívio Tragtenberg e Cid Campos Produção: Mika Winiaver Capa: Carolina Ferman Ilustração de Capa: Cris & Jean Quer baixar o Livro Vivo 'Memórias de um Sargento de Milícias' agora para ouvir no seu MP3? (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção 'Salvar link como') A Coleção Livro Vivo foi lançada em 2000 por CARAS como item indispensável de clássicos da literatura em língua portuguesa. Alguns livros fazem parte das listas de leitura obrigatória para vestibulares. Agora, a coleção de áudio-livros está disponível no Portal CARAS.