arquivo Problemático

Filha de Steve Jobs fala sobre sua relação com o pai: ''Minha existência arruinou seu sucesso''

Patrono tecnológico negava paternidade, e depois se recusou a ajudar a garota

CARAS Digital Publicado sexta 3 agosto, 2018

Patrono tecnológico negava paternidade, e depois se recusou a ajudar a garota
Steve Jobs - Getty

Acima do gigante Google, a Apple aparece como a maior e mais cara empresa do mundo - nesta quinta-feira, alcançou a incrível e inédita marca de US$ 1 trilhão [quase R$ 4 trilhões]. Mesmo depois da morte de seu criador, Steve Jobs, a marca continou crescendo.

Mas muito além dos iPhones, o patrono da tecnologia teve uma vida turbulenta ao lado da filha Lisa Brennan-Jobs. "Para ele, eu era uma mancha num crescimento espetacular, e minha história não combinava com a narrativa de grandeza e virtude que ele queria para si mesmo. Minha existência arruinou seu sucesso", afirmou em entrevista para a Vanity Fair. 

A garota foi fruto de um relacionamento supérfluo de quando o inventor tinha 23 anos, há 40 anos. Dias depois do nascimento do bebê, Jobs chegou ao lado da mãe clamando que a criança não era dele. Mãe solteira, Chrissan Brennan criou a filha tendo dois ou três empregos simultâneos, e com ajuda financeira do governo. Nem casa tinha, e cresceu em 13 lares de apoio, também do governo.

Durante um processo de pensão, o dono da Apple afirmou que era "estéril e infértil, e como resultado, não [tinha] a capacidade física de ter um filho". [Alguns anos depois, ele casou e teve três filhos]. Porém, no início dos anos 1980 [antes da empresa ser lançada no mercado] um teste de DNA mostrou que Lisa era, sim, sua. Ele foi forçado a pagar uma pensão alta o suficiente somente para as despesas básicas de uma criança, e seguro médico até os 18 anos. "Meu pai não ajudava em nada", desabafou.

Quando ela já era praticamente adulta, os dois começaram a passar um tempo juntos, porém ele demonstrava não gostar dela. "Por um longo tempo eu esperava que se eu fizesse determinado papel, meu pai corresponderia.  Eu seria a filha amada, e ele seria o pai generoso. Se eu tivesse visto como ele realmente era, ou admitido o que já via, eu saberia que ele não faria isso", relembrou.

Lisa ainda relatou sobre uma vez que pediu um carro usado pelo seu pai quando ele não o quisesse mais, ao que ele negou. "Você não vai ganhar nada. Entendeu? Nada! Você não vai ter nada", rebateu o homem. 

Último acesso: 07 Apr 2020 - 08:15:48 (305091).