Adriana Ferreyr x George Soros: Milhões

Em Nova York, baiana abre processo contra poderoso ex, que a teria iludido

Publicado terça 16 agosto, 2011

Em Nova York, baiana abre processo contra poderoso ex, que a teria iludido
Atriz de Marisol, do SBT, ela pede 50 milhões de dólares por Soros não ter lhe dado um imóvel e por agredi-la. Junto há cinco anos, o par era habitué do jet set. - Grosby Group

Uma atriz brasileira até então desconhecida pelo grande público e com apenas uma participação na novela Marisol, veiculada pelo SBT em 2002, estampou capas e manchetes dos principais jornais norte-americanos na semana passada. Ex-namorada do bilionário húngaro-americano George Soros (81), Adriana Ferreyr (28) apresentou processo na Suprema Corte de Nova York contra o empresário. Ela pede 50 milhões de dólares por ele não cumprir a promessa de lhe comprar um apartamento na metrópole. Além disso, o acusa de agressão física.

Adriana e George — um dos homens mais ricos do mundo, com fortuna estimada em 14,6 bilhões de dólares segundo a revista Forbes — se conheceram em 2006, em uma festa nos Hamptons, luxuosa região praiana a cerca de 2 horas da Big Apple. Enquanto o romance durou, viajaram o mundo, curtiram românticas temporadas no balneário de Saint Barths e circularam entre jet-setters como Larry Gagosian (66) e Ron Perelman (68). Em maio deste ano, Adriana surgiu radiante no red carpet da gala Cinema Against Aids da amfAR, em Cap d’Antibes, entre vips como Jane Fonda (73) e o príncipe Albert II (53), de Mônaco.

Segundo a baiana, que hoje estuda na Columbia University, o magnata lhe prometeu imóvel avaliado em 1,9 milhões de dólares no bairro do Upper East Side, mas mudou de ideia quando rompeu com ela. Houve reconciliação entre eles e, após uma noite romântica, o octogenário contou que dera o apartamento a outra. De acordo com Adriana, o casal discutiu, ainda na cama, Soros a esbofeteou e pôs as mãos em seu pescoço, tentando estrangulá-la. Teria ainda jogado uma luminária em sua direção.

O advogado de Soros, William Zabel, qualificou o processo de frívolo e considerou a denúncia como tentativa de extorquir dinheiro de seu cliente. Já Robert Hantman, que representa Adriana, sustenta sua integridade: “Esta não é uma típica party girl, não é alguém que anda por aí de uma pessoa para outra. Adriana estava comprometida com Soros”, reafirma o advogado.


 

No fim de 2010, o casal desfruta férias em Saint Barths e vai à festa de réveillon do amigo Ron Perelman. / foto: Grosby Group
Hoje, o clima de hostil desavença entre os ex-namorados é notório. / foto: Grosby Group

Último acesso: 18 Oct 2021 - 16:53:23 (172560).

Leia também

TV CARAS