Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

A paz de Gisele Fraga em viagem ao oriente

Antes de gravar novela, atriz faz tour zen pela China e Hong Kong com o amado, Augusto

Redação Publicado em 15/12/2009, às 13h50 - Atualizado às 13h55

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Antes de começar a gravar Uma Rosa Com Amor, que marca seu retorno à TV após 10 anos, Gisele Fraga (39) foi à China e Hong Kong em uma espécie de tour de relax e renovação de energias. Com ela, o homem de sua vida, o marido, o empresário do setor petroleiro e dono da Setal Engenharia, Augusto Mendonça(56). "Não conhecia estes lugares e fiquei encantada com a arquitetura, com as beleza das paisagens e com o povo chinês", conta Gisele. Durante um mês, ela e o marido visitaram lugares sagrados e monumentais como a Cidade Proibida e a Praça da Paz Celestial, em Pequim, o Templo dos Pescadores e a Baía Vitória, em Hong Kong, a Torre de Xangai, o Jardim do Imperador e o Mercado Central, em Xangai, e ainda se locomoveram usando o famoso Trem Bala. "Foi uma experiência fantástica", afirma a bela, que tem casas em São Paulo e no Rio, onde, em janeiro, arma grande festa pela chegada dos 40 anos. Na viagem, que teve clima de lua de mel, como tudo o que o apaixonado casal faz junto, um dos pontos alto foi a visita à Grande Muralha da China, que data de 220 a.C.. "A tradição diz que o chinês, para ser um ser humano completo, deve ao menos uma vez na vida subir ao cume da Grande Muralha. Fui lá e foi realmente marcante", diz a bela. Para o marido da atriz, que quis conhecer o país também por questões profissionais, o que impressiona é a grandiosidade das construções. "Tudo é muito grande, muito amplo. Não há como não ficar fascinado, até mesmo emocionado", afirma o viajado Augusto. - Como surgiu a oportunidade de ir para o SBT? - Recebi o convite do próprio Tiago Santiago, autor da adaptação, amigo querido que me ligou dizendo ter um papel para mim. - Já começou a gravar? - Ainda não, pois só apareço na novela a partir do 14o capítulo. Serei Alzira, uma socialite, que no meio da trama começa a desenvolver transtorno bipolar. É a primeira vez que encaro um papel assim. Estou adorando o desafio. - Como se sente na emissora? - Tenho um carinho muito especial pelo SBT, apesar de ainda não ter atuado lá. Gosto muito do Silvio Santos e sou fã do trabalho e do empreendedorismo dele. - Você está em ótima forma. O que faz? - Tenho a orientação de médicos maravilhosos, como o endocrinologista Maurício Hirata. Tenho ainda um clínico especial e cuido da mente com sessões de terapia. E malho muito. Se você se cuida quando é nova, colhe bons frutos. Vou ainda à fonoaudióloga, pois, além do corpo, a voz é minha ferramenta de trabalho. Não faço apenas novelas, mas também dublagens e comerciais. Tem gente que chega e fala que conhece a minha voz de algum lugar. É um reconhecimento que adoro. - Augusto, que tal a China? - Fascinante. Nunca tinha visitado o país e precisava conhecê-lo por questões profissionais, por ser um mercado atrativo para mim. - Gisele diz que você busca saber tudo sobre o país que visita. - A cultura, civilização e engenharia de cada lugar me interessam. E gosto de estar bem informado sobre o lugar para onde vou. - O que mais o marcou? - A China é populosa e isso se vê na rua. Além disso, a cultura milenar se reflete na rotina. Não há farmácias... Eles se tratam com chás. - Gisele, você faz 40 anos em janeiro e volta à TV após dez anos. Como se sente? - Abençoada, plena e animada. Estudo - este ano fiz cursos de drama em Los Angeles e em Roma -, me preparo, me cuido. Quero trabalhar muito e, cada vez mais, ser tudo o que meu amor precisa. Estou pronta para estes desafios.