Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

"Eu ainda quero me apaixonar", diz Sabrina Parlatore

Solteira e dedicada à música, ela se sente mais segura após o câncer

Tamara Gaspar Publicado em 24/09/2017, às 14h07

Sabrina Parlatore - Rogerio Pallatta
Sabrina Parlatore - Rogerio Pallatta

É entre lágrimas de felicidade que Sabrina Parlatore (42) define seu momento de vida. “É um renascimento completo. Enfim, voltei a sorrir pela vida, o brilho voltou aos meus olhos e estou revivendo profissionalmente”, conta a cantora e apresentadora, que venceu a luta contra um câncer de mama há pouco mais de um ano e meio. “Depois de se deparar com a finitude da vida e até com a possibilidade da morte, a gente vê que não pode mais adiar sonhos, e o universo está conspirando ao meu favor!”, comemora ela, durante visita ao Intermarine 80, iate de luxo da Intermarine e maior embarcação a compor a São Paulo Boat Show 2017, que acontece de 21 a 26 de setembro, na São Paulo Expo.

Finalista do reality show musical PopStar, da Globo, Sabrina garante que a atração foi o impulso que precisava para abraçar de vez sua faceta cantora. “Foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida, pois uniu duas coisas que amo, que é a música e a TV. Esse projeto me fez recuperar o tesão pelo trabalho”, diz ela, que deve lançar um CD e já está com a agenda cheia de shows. “Passar por todo esse processo traumático da doença me tornou mais forte e segura. Se tivessem me convidado para o programa antes de tudo isso, é bem provável que não aceitaria, pois não me sentia confiante o suficiente”, conta.

Tempo de transformação também na vida pessoal. Solteira após fim da união com Alfredo Motta, ela tem se descoberto uma nova mulher. “Sempre fui muito carente e a ideia de ficar solteira me apavorava. Hoje, estou gostando de ficar só, de ter meu espaço, é uma maneira de me redescobrir”, frisa Sabrina. O coração, no entanto, não está fechado. “Eu ainda quero me apaixonar, mas tem de valer a pena”, avisa ela, cujo sentimento maior é o de gratidão. “Em meio a tudo que passei, sempre soube que o melhor da vida estava por vir. Está acontecendo!”