Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Revolucionário, carnavalesco Paulo Barros se emociona ao ser condecorado

Responsável por uma série de mudanças no carnaval carioca, ele recebeu a principal comenda da cidade maravilhosa, a Medalha Pedro Ernesto, concedida pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro

CARAS Digital Publicado em 09/12/2015, às 11h08 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Paulo Barros é condecorado no Rio de Janeiro - Graça Paes/ Brazil News
Paulo Barros é condecorado no Rio de Janeiro - Graça Paes/ Brazil News

O carnavalesco Paulo Barros, que faz sua estreia na Portela em 2016, recebeu na noite desta terça-feira, 8, a mais honrosa comenda da cidade maravilhosa, a Medalha Pedro Ernesto, concedida pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

+ Estrelas aplaudem estreia de Marisa Orth e Totia Meireles no teatro sob a direção de Miguel Falabella

O título reconhece o talento e a importância das mudanças que o profissional trouxe ao carnaval carioca. Desde 2004, quando estreou no grupo especial na Unidos da Tijuca, Paulo Barros influencia a condução e a criação daquele que é considerado o maior espetáculo da terra.

Estiveram presentes na festa o vice-presidente da Portela Marcos Falcon, a rainha de bateria da Unidos da Tijuca Juliana Alves e a porta-bandeira da Beija-Flor de Nilópolis Selminha Sorriso. O baluarte e figura histórica do samba, Monarco da Portela, também esteve presente para cumprimentar Paulo Barros pela honraria entregue no plenário, na Cinelândia, centro do Rio.

Legado

Após passagens pelo grupo de acesso, o carnavalesco Paulo Barros estreou no Grupo Especial com o enredo O Sonho da Criação e a Criação do Sonho: a Arte da Ciência No Tempo do Impossível, na Unidos da Tijuca em 2004, em que conquistou de cara o vice-campeonato. O enredo, desenvolvido em parceria com a Casa da Ciência do Rio, trouxe uma alegoria humana representando o DNA que impressionou a avenida e repercutiu internacionalmente.

Após conquistar uma curta passagem pela Viradouro e Unidos de Vila Isabel, Paulo Barros foi campeão pela primeira vez em 2010 em seu retorno à Unidos da Tijuca. Ele conquistaria na escola do Morro do Borel mais dois títulos: 2012 e 2014.