Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Polliana Aleixo ganha cinco quilos para novela: 'É doce ser gordinha'

A atriz será adolescente humilhada pela mãe por estar acima do peso na novela 'Em Família'. Ela conta que liberou carboidratos e parou com exercícios aeróbicos, mas manteve a musculação

Kellen Rodrigues Publicado em 03/12/2013, às 09h44 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Polliana Aleixo - Mauro Fonseca/Divulgação
Polliana Aleixo - Mauro Fonseca/Divulgação

Enquanto muitas adolescentes vivem em briga com a balança para emagrecer, Polliana Aleixo foi na contramão e abriu a boca para ganhar uns quilinhos a mais. Tudo em nome da arte. Na próxima novela das nove, Em Família, ela será Barbara, filha da vilã Shirley, vivida pela atriz Viviane Pasmanter. "A mãe vai humilhar a filha por ser gordinha", conta Polliana à CARAS Online.

A atriz engordou cinco quilos liberando o carboidrato e deixando de lado os exercícios aeróbicos. "É doce ser gordinha. Na verdade, estou muito feliz com tudo que está acontecendo. Não estou achando difícil, me sinto forte e mais madura por fazer parte disso", contou a atriz, que precisou trocar várias peças de seu guarda-roupas. "Por incrível que pareça, estou numa fase ótima comigo mesma".

Confira a entrevista!

O que fez para engordar? Como está sua dieta?
Não existe dieta, apenas liberei mais os carboidratos, como pães e chocolate que eu gosto. O que fez mais diferença foi a parada com o aeróbico, agora só faço musculação.

Tem liberdade para comer mais 'porcarias' sem ficar se preocupando?
Sim, mas eu sempre fui natureba. Não suporto fast food e refrigerante e, desde pequena, sempre gostei de salada. Por outro lado, sou chocólatra, então estou mais liberal para isso.

Você é vaidosa?
Sou vaidosa dentro da normalidade, gosto de me cuidar para me sentir bonita naturalmente. Cuido da pele e dos cabelos para não precisar fazer escova e nem estar sempre de maquiagem, até porque nesse quesito sou 100% carioca. Acho o máximo sair da praia e colocar um shortinho e ir almoçar, de chinelo... Isso é uma coisa que amo!

Teme ter dificuldade para voltar ao antigo peso depois ou isso não é uma preocupação?
Tenho o metabolismo de uma adolescente de 17 anos, isso ajuda bastante. É só seguir à risca as orientações do meu nutricionista, personal e endocrinologista. Tenho ótimos profissionais que sempre cuidaram de mim e já conversamos. Eles estão me acompanhando no processo atual e estamos já preparados para depois que a novela terminar, não há do que ter medo.

Precisou mudar seu guarda-roupas?
As calças sim, tive que comprar maiores. Mas estou curtindo essa fase, não tenho que me preocupar se a roupa me deixa mais cheinha ou não, porque isso tanto faz agora. Então estou usando e abusando dos vestidos e saias longas, confesso!

Você toparia outras mudanças no visual em nome de uma personagem? 
Toparia, isso faz parte do trabalho, emprestamos nossos corpos para dar vida a uma história e tocar a emoção do público. Não me sentiria atriz se não topasse, não que toda e qualquer mudança seja fácil.

Já aprendeu alguma lição com sua nova personagem?
Por incrível que pareça estou numa fase ótima comigo mesma. Apesar de tudo, me sinto mais leve e estou tendo uma visão diferente das coisas. Acho que é um tema incrível e estou feliz de levantar essa bandeira.

É mais difícil ser gordinha?
É doce ser gordinha! Na verdade, eu estou muito feliz com tudo que está acontecendo. Não estou achando difícil, me sinto forte e mais madura por fazer parte disso. É engraçado como acham que as coisas mudam muito, mas não. Ainda sou a mesma pessoa, com os mesmos defeitos e qualidades, apenas com uns quilinhos a mais e quem realmente gosta de mim, nem nota isso.

Você conhece meninas que não têm bom relacionamento com a mãe ou sofrem por causa do peso?
Conheço ambos os casos. A gente vive numa sociedade de culto ao corpo, comecei a reparar como todas as capas de revistas falam de dietas que emagrecem cada vez mais em menos tempo. Então é normal que alguém "fora dos padrões" se sinta mal. Espero que tenha a oportunidade de falar sobre isso, pois é a realidade de muitas adolescentes e que machuca de verdade algumas, o mais importante é ver além disso.

Você está solteira? como é o assédio de meninos?
Estou solteira. O assédio não mudou muita coisa. Na verdade, estou numa fase focada nos meus amigos e no meu trabalho.