Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
TV / Desabafo!

Marvio Lúcio fala sobre desafios das profissões: ''Sou uma pessoa atormentada''

Humorista revelou que costuma lidar com alguns hábitos estranhos, devido sua profissão

CARAS Digital Publicado em 11/07/2019, às 17h25 - Atualizado às 17h38

Humorista deu detalhes sobre as novidades de sua carreira - Reprodução/CARAS
Humorista deu detalhes sobre as novidades de sua carreira - Reprodução/CARAS

Na tarde desta quinta-feira, 11, Marvio Lúcio, o Carioca, foi o mais recente convidado da CARAS Digital para participar de um bate papo bem descontraído que foi transmitido ao vivo nas nossas redes sociais. Sem papas na língua e muito divertido, o artista comentou sobre diversos assuntos, tanto de sua vida pessoal, quanto profissional.

Questionado sobre o Programa Pânico, o comediante disse que ainda existe um certo vínculo com as pessoas que conviveu por mais de 20 anos, porém, o contato diário acabou passando por mudanças, afinal, cada um começou a traçar seu caminho.

“Contato a gente tem, normal! O Bola (Marcos Chiesa) é padrinho da minha filha. O Vesgo (Rodrigo Scarpa), eu falei na semana passada, estava desde janeiro sem falar com ele. O Daniel Zuchermann também conversei esses dias. A gente tem um contato, isso é inevitável”, disse ele.

Motivado por novos desafios, Carioca contou que a saída do Pânico foi importante para que pudesse se reciclar profissionalmente, com isso, passou a enxergar novos desafios e atuações que puderam engrandecer ainda mais sua carreira profissional, que não se restringe somente a humorista, mas também, a criador.

“Não me considero só humorista, eu também sou criador! Me considero uma pessoa atormentada, as vezes, duas horas da manhã eu acordo e começo a esboçar projetos, escrever personagens... também posso ser considerado um profissional da criação, não só humorista”, pontuou o artista.

Por fim, ele mostrou como está lidando com a nova fase de sua carreira. Em cartaz nos teatros, Marvio disse que existe uma grande importância de saber diferenciar suas peças de publicações nas redes sociais, afinal, no teatro existe uma maior liberdade, o que não pode nem se pensar na web.