Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Luan Santana chora com homenagens no Domingão do Faustão

Luan Santana fica emocionado com depoimentos de Zezé Di Camargo, dos pais e da namorada no 'Arquivo Confidencial', do 'Domingão do Faustão'

CARAS Online Publicado em 13/10/2013, às 19h46 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Luan Santana - AgNews
Luan Santana - AgNews

O cantor Luan Santana não conseguiu segurar as lágrimas durante homenagem no Domingão do Faustão. O rapaz participou do quadro Arquivo Confidencial e ficou muito emocionado. Ele chorou ao ouvir os depoimentos de Zezé Di Camargo, de seus pais e da namorada, Jade Magalhães. “Acho que eu nunca chorei tanto assim na minha vida”, declarou.

Para começar a emoção, Zezé Di Camargo falou do orgulho que sente de Luan na música sertaneja. “Uma vez ele disse que queria ser como eu quando crescesse, mas agora eu vou inverter a situação. Quando eu crescer, quero ser Luan Santana”, afirmou, deixando o cantor emocionado.

Após depoimento de Sorocaba – da dupla com Fernando – sobre o sucesso da música Meteoro, Luan lembrou do início de sua carreira. “Gravava a música de um compositor lá da terra, e vinha outra dupla e gravava. Eu ficava triste porque achava que ia emplacar, mas era a outra dupla que tocava no rádio. Isso aconteceu quatro vezes. Todo mundo que sonha tem que ter o seu sonho acima de tudo, Deus acima de tudo, que é quando você encontra um novo oxigênio. Nos momentos difíceis, minha mãe e meu pai choravam junto com comigo, sempre me colocando pra frente, minha família foi essencial”, declarou.

A mãe e o pai do astro sertanejo também relembraram história do início da carreira. “Eu me lembro de um menininho que sonhava muito. O terceiro show foi um que marcou muito a vida dele, ele próprio pensou em desistir. Mas ele contagiava todo mundo que estava ao lado dele, todo mundo embarcava neste sonho dele”, afirmou a mãe dele, sendo completada pelo pai: “Ele falava para ela: ‘Mãe é isso que eu sonhei pra minha vida’. São situações que a gente não precisava passar, mas que passamos junto com ele porque era o sonho dele. Você diz que o verbo amar se conjuga em todos os tempos e o nosso tempo, Luan, é hoje”.

Emocionado, o cantor declarou: “Essas coisas que acontecem no começo de carreira ficam marcados, e todos estão guardados na minha memória, no meu coração. Foram eles que me disseram continuar. Foi uma coisa verdadeira, desde os meus três anos, eu já nasci cantando, cada momento difícil fazia a minha mãe lembrar que era algo que estava gravado dentro de mim”.

Luan Santana também ganhou uma homenagem da namorada, Jade Magalhães, que superou a timidez para relembrar o início do namoro. “A gente se conheceu no Mato Grosso, onde eu morava, alguns anos atrás. Eu estava em frente ao palco, ele me chamou para dançar, eu fui e dancei, estava achando muito divertido. No momento em que estava dançando eu não tinha pretensão de nada. Eu sou tímida, me surpreendi de ter ido ao palco, era pra ser. Eu não queria ser mais uma na vida dele, eu tinha medo de sofrer, de começar a gostar e não ser nada. As pessoas que ficam perto dele conseguem sentir que tem verdade e sinceridade [no nosso relacionamento]. Eu te amo eternamente”, disse ela.

Jade pediu para o rapaz cantar a música que fez para ela, Raridade, e ele explicou quando compôs a letra. “Fiz a musica quando a gente estava brigado, é quando sai as melhores modas. A hora que tá brigado e que tá triste é que sai música”, brincou.