Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Com apresentação arrebatadora, Ícaro Silva vence a final do 'Show dos Famosos'

Faustão não perdoou a polêmica criada por Samantha Schmutz e Miguel Falabella na última semana; jurado e atriz se explicaram ao vivo

CARAS Digital Publicado em 02/07/2017, às 17h46 - Atualizado às 20h36

Final do Show dos Famosos - Reprodução
Final do Show dos Famosos - Reprodução

Após uma disputa acirrada, Ícaro Silva venceu a primeira edição do Show dos Famosos. Após 11 semanas de disputa, ele arrebatou públicos e jurados e levou um carro zero para casa. Na finalíssima, ele interpretou o gênio Michael Jackson.

Mas, a final ficou marcada pela repercussão da confusão que aconteceu ao vivo na última semana. Nem mesmo o apresentador poupou os convidados da ironia.

"Eu sou apresentador, animador, entrevisto e você só me chamou de apresentador", brincou Faustão,ironizando a polêmica que aconteceu na semi-final do programa. Na última semana, Miguel Falabella e Samantha Schmutz se desentenderam após a atriz entender que o jurado havia insinuado que ela não era cantora.

Falabella pediu a palavra e explicou a polêmica. "Semana passada eu fui interrompido antes de concluir o meu raciocínio. Eu não quis dizer que eles não são cantores, muito pelo contrário. A Emanuelle eu errei, conhecia o trabalho dela no teatro, mas não sabia que ela tinha sido vocalista da Banda Eva, foi ignorância minha", disse. Segundo o jurado, não há motivo para polêmica. "São todos cantores de talento. Eu acho que esse programa deu a oportunidade de revelar talentos em grande escala, era nesse sentido o meu raciocínio", explicou.

Também jurada da atração, Claudia Raia defendeu o colega: "A gente instiga para que eles voem mais alto, o artista tem que estar preparado para tudo. Tem que estar cantando bem, dançando bem, é um exercício", disse.

APRESENTAÇÕES

Ícaro Silva abriu as apresentações da noite homenageando o rei do pop Michael Jackson. Ele cantou Smooth Criminal, hit de 1987. "Cada vez que você entra meu coração bate mais acelerado. A coreografia eu sabia inteira, é muito difícil, mas você mesmo não sendo um bailarino você dança muito bem, ela gosta de você", disse Claudia Raia. "A gente está passando por uma situação muito complicado, é legal demais ver um comunicador dar uma oportunidade para que artistas se apresentem assim aqui", disse emocionado após conquistar três notas dez.

Samantha Schmutz subiu ao palco para interpretar o ícone Cher. Ela se apresentou ao som de Believe, sucesso de 1998. "Eu amo vocês, a minha vida eu devo à vocês. O primeiro teste que eu diz pra a Globo foi o Não Fuja da Raia e hoje a gente está aqui", disse colocando fim na polêmica da última semana. Ao fim da apresentação, Miguel Falabella se explicou e deu uma rosa para a atriz. "É uma beleza ver a qualidade artística", disse antes de receber três 10.

Luiza Possi se apresentou imitando Shakira. Ela cantou Whenever, Wherever, primeiro sucesso internacional da cantora colombiana. "Não dá pra comparar. Você assiste e vê a qualidade do trabalho, dar uma nota ruim", disse Silvio de Abreu.

Nelson Freitas encerrou as apresentações como James Brown. Ele cantou um medley de hits do astro da soul music. "Você é um performer de grande categoria, fiquei pensando se eu dava conta de fazer isso. É muito bacana, não só pela atuação, mas por homenagear essa grande figura. Ele está no DNA de todos nós", disse Falabella antes de coroar a apresentação com uma nota 10.