Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'Got Talent' chega ao fim na Record sem trazer nenhuma novidade para o formato

Show de calouros da Record termina com audiência em queda, na casa dos três pontos

Thiago Azanha Publicado em 21/06/2013, às 07h56 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Equipe do 'Got Talent Brasil' - Edu Moraes/Record
Equipe do 'Got Talent Brasil' - Edu Moraes/Record

Tido como a grande aposta da Record para o primeiro semestre deste ano, o programa Got Talent Brasil, apresentado por Rafael Cortez, chegou ao fim sem trazer nenhuma novidade para o já desgastado formato no país.

O show de calouros, muito popular no país nas décadas de 70, 80 e 90, parece ter perdido a graça. Atualmente, quase todas as emissoras possuem algum programa do gênero -- ou quadro --, dividindo, inclusive, os próprios participantes. E isso é um mau sinal.

O Got Talent Brasil, que chegou ao fim na noite de quinta-feira (20) na Record, premiou Domingues da Palha, um homem que tem a habilidade de tocar a música Aquarela do Brasil com palhas de coqueiro. Por aí, já pode-se perceber o nível que permeou a versão brasileira do programa, que teve ainda um show da cantora Anitta na grande final.

Vale lembrar que o programa, em sua versão no Reino Unido, descobriu Susan Boyle. Apesar de ter perdido a final, garantiu um bom volume nas vendas de seus discos, chegando ao topo das paradas na terra da rainha.

Os jurados da atração, composto pela modelo Daniella Cicarelli, o cantor Sidney Magal e o carnavalesco Milton Cunha, não conseguiram convencer e empolgar o público durante os dezesseis episódios em que ficaram no ar. Comprova-se com a falta de repercussão que o programa teve, em termos de audiência e nas redes sociais. Na última terça-feira (18), o programa marcou apenas 3 pontos, ficando na quarta colocação no Ibope. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande São Paulo.

O único destaque positivo ficou por conta do apresentador Rafael Cortez. Contratato pela Record com status de estrela no final de 2012, o ex-repórter do CQC, da Band, apareceu numa versão mais contida, e mostrou ser capaz de comandar um programa sozinho. Cogita-se dar a ele uma nova atração no horário ocupado por Rodrigo Faro aos sábados na emissora.

O Got Talent não deverá ter uma nova edição na Record. O formato mostrou estar desgastado e necessitando de um upgrade, com alguma proposta que faça o público sintonizar a TV para ver algo que ainda não tenha assistido no YouTube -- ou na própria emissora concorrente.