Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / ENTREVISTA

João Silva abre o jogo sobre comparações com o pai, Faustão: 'Gratidão'

Em entrevista à Revista CARAS, o apresentador João Silva falou sobre o transplante de coração de Faustão e do desejo de seguir a carreira do pai

por Revista CARAS

tgaspar@caras.com.br

Publicado em 05/02/2024, às 19h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O apresentador João Silva, filho de Faustão, em entrevista à Revista CARAS - Foto: Reprodução/CARAS
O apresentador João Silva, filho de Faustão, em entrevista à Revista CARAS - Foto: Reprodução/CARAS

No comando de seu primeiro programa solo, João Silva (20) tem muito o que se inspirar no pai, o apresentador Fausto Silva (73). Em entrevista à Revista CARAS, o jovem comunicador falou sobre o início da vontade de trabalhar na TV e também abriu o jogo sobre as comparações que recebe em relação a Faustão.

"A comparação é uma honra, porque tenho orgulho de ser filho dele", começa João Silva, que afirma se sentir ainda mais grato após o transplante de coração de Faustão. "Isso uniu ainda mais a família e o que ficou foi o senso de gratidão a Deus por ter dado essa oportunidade de viver uma vida nova, com um coração novo, a mil por hora."

Apesar de serem constantes no início da carreira, o apresentador diz que as comparações estão diminuindo com o passar do tempo. De acordo com ele, os telespectadores estão percebendo que os dois são bastante diferentes. "Meu pai é do humor, eu sou mais sério, mais da emoção."

Leia também: João Silva fala de relação com ex, Schynaider Moura: 'Amar pelo resto da minha vida'

Ele ainda recorda que foi ao lado do pai que decidiu seguir o caminho da comunicação. "Eu era criança, estava em um shopping, em Orlando [nos Estados Unidos], com meu pai e muitas pessoas estavam pedindo para fazer fotos com ele. Foi a primeira vez que eu percebi o quanto meu pai era admirado. E eu pensei: quero isso também!".

"Além disso, sempre assisti TV aberta e trabalhei na rádio do meu colégio", acrescenta ele. Ainda durante a entrevista, João Silva também comenta sobre o impacto do transplante de coração que o pai realizou em setembro do ano passado.

"A gente percebe que a vida é um sopro e que tudo muda do dia para a noite. E se ele não estiver mais aqui? Lógico que tinha esse medo", disse. "No começo, minha ficha não caiu e o impacto, para mim, veio mesmo após a cirurgia."

CONFIRA PUBLICAÇÃO DA ENTREVISTA DE JOÃO SILVA À CARAS BRASIL: