Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / CARAS 30 ANOS

Giulia Costa pediu ajuda de Flavia Alessandra após problema: "A ficha caiu"

Em 2016, Giulia Costa desabafou em entrevista à CARAS sobre susto que levou com perseguição de fotógrafos nas ruas

por Surenã Dias

sdias_colab@caras.com.br

Publicado em 16/06/2023, às 07h00 - Atualizado em 18/09/2023, às 14h09

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Em 2016, Giulia Costa desabafou sobre susto que levou com fotógrafos na rua - FOTO: CADU PILOTTO
Em 2016, Giulia Costa desabafou sobre susto que levou com fotógrafos na rua - FOTO: CADU PILOTTO

Nascida em uma família de celebridades, Giulia Costa (23), filha da atriz Flávia Alessandra e do diretor Marcos Paulo, confessou que ficou um pouco assustada com a fama quando começou a ser perseguida por paparazzi na rua. Em 2016, a artista foi destaque da Revista CARAS, onde desabafou sobre o assunto. 

Na época, Giulia havia acabado de estrelar uma temporada de sucesso de Malhação, além de estar em cartaz com a peça Confissões de Adolescente. Ela, que estava com 16 anos, disse ter ficado muito assustada ao ver especulações sobre sua intimidade na mídia. 

"Saiu um flagra com um amigo uma vez, logo depois que terminei o namoro com o Brenno Leone. Minha ficha caiu no dia que inventaram que eu estava namorando com esse menino. Fotógrafos me perseguindo? Uau! Daí a consultei: 'Mãe, o que eu faço agora?'", revelou a artista. 

"Eu não tinha divulgado o fim porque não preciso falar disso, uma hora as pessoas perceberiam. Não sei se fiquei com medo, mas não consegui entender o que tinha acontecido. Saí da peça Confissões de Adolescente em Niterói e fomos jantar, conversar, comemorar. Estava acostumada quando nos fotografavam nas ruas, mas com Flávia, Otaviano ou Marcos Paulo. Comigo, não fazia ideia que aconteceria", declarou.

Ainda durante a entrevista, Giulia confessou que se incomodava com as constantes críticas envolvendo seu nome artístico. Muitas pessoas achavam que ela teria rejeitado o sobrenome do pai ou da mãe, e preferiu adotar o de Otaviano Costa, seu padrasto. 

"Todo mundo fala que eu adotei o sobrenome do Otaviano. Mas as duas famílias têm o Costa. Flávia também é Costa. Simões seria um nome mais masculino e Costa, feminino. Ainda tem Martins. As pessoas começaram a me crucificar por causa disso, mas minha mãe só não usa o Costa porque o nome artístico dela é Flávia Alessandra", desabafou a jovem. 

Leia também: Regina Duarte refletiu sobre carreira após sucesso em novela: 'Me redescobrindo'

Pensando no futuro, Giulia disse que estava empolgada em seguir carreira artística, mas seu desejo era ficar por trás das câmeras. "No Brasil, não tem muito curso na nossa área. É Faculdade de Cinema e ou de Artes Cênicas. No colégio, quando falo o que quero, as pessoas torcem um pouco o nariz, até alguns professores chegam a questionar", desabafou. 

"Fora do País tem muita coisa para aprender, mil coisas para fazer, não só em atuação, mas em produção, direção, edição. É legal também entender o que se passa do outro lado, no set, se o ângulo vai ser mais aberto ou fechado", finalizou ela.

Em homenagem aos 30 anos da CARAS Brasil, relembre reportagens como esta clicando aqui.