Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Sucesso nos anos 90, Deborah Blando conta como superou a depressão

Cantora dos hits 'Unicamente' e 'A Luz que Acende o Olhar' ficou afastada da carreira, mas prepara DVD para comemorar retorno em grande estilo

CARAS Digital Publicado em 31/08/2015, às 15h36 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Deborah Blando - Reprodução TV Globo
Deborah Blando - Reprodução TV Globo

Aos 46 anos, a cantora Deborah Blando está retomando a carreira. Ela ficou afastada por um longo período após enfrentar uma depressão e crises de pânico. A cantora de vários temas de novelas contou como superou a fase ruim em entrevista ao GShow.

+ Deborah Blando lança novo clipe, 'Jeito Particular'

"Eu acredito que o amor incondicional dos meus cachorros me ajudou profundamente", revelou a cantora do hit Unicamente, abertura de A Indomada.

Mas essa não foi a única aposta da cantora para se recuperar. Ela também encontrou o budismo. "Minha relação com o budismo começou em 1999. O Darma (ensinamentos de Buda) e a meditação transformaram a minha qualidade de vida e como eu me relaciono com as adversidades".

"Sou uma pessoa ansiosa e vejo que vários artistas sofrem com o mesmo problema. A vida artística é feita de altos e baixos, e percebi que não podia ficar à mercê dos fatores externos e procurei o equilíbrio interno. Tomava medicamento para depressão e síndrome do pânico e substituí pela meditação. Cheguei a ficar duas semanas sem dormir quando larguei o remédio. É importante meditar todo dia e limpar a mente. Hoje, eu enxergo os problemas como desafios", reflete.

Agora, Deborah Blando prepara um DVD para comemorar os 35 anos de carreira. "O artista precisa passar uma mensagem. Também estou trabalhando em um projeto que vai recontar a história de toda a minha carreira. São 16 temas de novela da Globo. A ideia é produzir um DVD com os grandes sucessos numa roupagem moderna. Afinal, no ano que vem completo 35 anos de carreira. Vêm coisas boas por aí."