As gêmeas Bia e Branca revelam semelhanças e individualidades

Com bom humor, as atletas do nado sincronizado contam que são unidas por algo maior e dividem tudo na vida, menos namorado

Publicado terça 24 maio, 2011

Com bom humor, as atletas do nado sincronizado contam que são unidas por algo maior e dividem tudo na vida, menos namorado
Na praia da Ilha de CARAS, Bia, de branco, e Branca, de preto, admitem que, apesar da imensa cumplicidade, convivem com diferenças de personalidade entre elas. - SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH

Não são apenas os traços idênticos e os corpos torneados por quinze anos de nado sincronizado que aproximam as irmãs Bia e Branca Feres (23). Além das personalidades semelhantes, as gêmeas contaram na Ilha de CARAS que mantêm uma cumplicidade inexplicável. "Somos além de irmãs, amigas acima de qualquer coisa. Às vezes, muita gente não entende a proximidade tão aguçada. Estamos sempre juntas. Só quem é gêmeo entende esse tipo de relação",/i>, explica Bia. Até as brigas ficam restritas às bobagens do dia-a-dia. "As discussões são por motivos pífios. Dividimos tudo: roupas, sapatos, acessórios, comida... Menos namorado. Acho que o tempo máximo em que permanecemos brigadas não ultrapassou 30 segundos", completa Branca. - Vocês são conhecidas como as gêmeas do nado sincronizado, falam sempre na primeira pessoa do plural... Nunca tiveram medo de perder a individualidade? Bia - Somos grudadas desde pequenas. Não imaginamos a vida sem a outra. O máximo que conseguimos ficar longe foi uma semana. Viajamos para lugares diferentes e as duas caíram doentes. Mas, apesar de nos completarmos, sabemos que somos pessoas distintas, com alguns gostos e maneiras um pouquinho diferentes. Branca - Até nossos pais ficavam impressionados porque sempre fomos companheiras. - As pessoas ainda se confundem sobre quem é quem? Bia - As que não convivem muito com a gente, sim. Somos BiaBranca e não Bia e Branca. Branca - Já fui muito chamada de Bia e levei várias broncas de treinador no lugar dela. Estou mais do que acostumada. - Afinal, quais são as diferenças entre vocês? Bia - Resolvo as coisas de maneira mais rápida. Na verdade, sou a mãe dela. (risos) Por exemplo: se eu deixar alguma conta na mão da Branca, posso ter certeza de que arcarei com juros por causa do atraso. Branca - Nada disso! Nosso tempo é diferente. Ela tem mais pressa, só isso. (risos) Bia - Ok, não sou a mãe dela. Mas o homem da casa! - A ligação quase sobrenatural entre gêmeos de fato existe? Bia - Com certeza. Muitas vezes temos pressentimentos. Certa vez, minha irmã sofreu uma tentativa de assalto. Eu estava doente em casa, de cama. Do nada, acordei desesperada, gritando por ela no momento em que a Branca era rendida. Foi horrível, mas no fim das contas, ela ficou bem. Branca - Também sinto quando ela não está legal... - Vocês estão namorando? Bia - Sim, com o empresário Alberto Bahia, de 26 anos. Um cara muito legal que apareceu na minha vida. Entende totalmente minha difícil rotina de treinos e é super parceiro da minha irmã. Branca - Tive um relacionamento rápido há pouco tempo, mas não deu certo por causa da distância. Estou solteira. - Como os respectivos amados lidam com esse 'grude' todo? Bia - Eles têm que compreender. Somos um grude mesmo e ainda tem nossa mãe, que está sempre conosco. Até agora, não tivemos problemas com isso. Sempre falo para os namorados que, quando casar, em casa será obrigatório um quarto para ela. Branca - Eles nunca se importaram com os 'brindes.' (risos) - Vocês que escolheram o nado sincronizado? Bia - Queríamos ser as pequenas sereias. Já fazíamos natação e ginástica olímpica. Aos sete anos, insistimos para nossos pais nos colocarem no nado. Branca - Com dez anos fomos campeãs brasileiras infantil. Amamos dançar, arte... E o esporte desestressa, é fonte de sáude. - A rotina esportiva prejudica a infância e adolescência? Bia - Perdemos, sim, boa parte delas. O cotidiano de um atleta de alto rendimento é muito pesado. No entanto, não sinto nenhuma culpa por isso, ao contrário. Agradeço a Deus por ter seguido esse caminho. Branca - Viver do esporte significa abdicar da vida social. Treinamos de segunda a sábado, oito horas por dia. Não sobra muito tempo. Porém, sou feliz por tudo o que conquistei, por todos os lugares do mundo que conheci graças ao nado sincronizado. - Quais são os segredos de beleza das duas? Bia - Vamos todas as semanas ao cabeleireiro para hidratar os cabelos, que ficam mal tratados por conta do cloro da piscina. Branca - Também temos um personal para exercícios aeróbicos e musculação. - Por que resolveram colocar próteses de silicone nos seios? Bia - Por vaidade. Antes, achava meu corpo meio infantil e a Branca também. O silicone, apesar de pouco, apenas 255ml, nos deu mais formas, mais curvas. Hoje, preenchemos melhor as roupas. Estamos muito felizes. Branca - E as próteses não atrapalham em nada nosso desempenho nas provas. - E quais os próximos projetos profissionais? Bia - Fizemos algumas campanhas publicitárias recentemente e vamos fechar um novo programa na MTV que, por enquanto, é surpresa. Ainda não podemos falar. Também estamos treinando duro para o 2011 USA Open, o aberto esportivo dos Estados Unidos que começa em julho. Seguimos muito confiantes, como sempre estivemos.

Bia, 52 kg em 1m64, e Branca, 53kg em 1m66, não negam a vaidade. Além das atividades físicas, ambas colocaram próteses de silicone nos seios. / foto: SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH
A beleza e a semelhança física não são as únicas características em comum. Bia e Branca afirmam que a primeira que se casar vai montar um quarto para a irmã na nova residência. / foto: SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH
Atletas há quinze anos, ambas relatam a dura rotina de treinos, de segunda a sábado, oito horas por dia, e garantem não se arrepender do esporte como profissão. A bordo do Tinhoso, as irmãs se divertem pulando no mar. / foto: SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH
...e se refrescam na água. / foto: SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH
Em Angra dos Reis, elas brincam com bóias coloridas... / foto: SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH
Na praia da Ilha de CARAS, Bia, de branco, e Branca, de preto, admitem que, apesar da imensa cumplicidade, convivem com diferenças de personalidade entre elas. / foto: SELMY YASSUDA; BELEZA: MAURÍCIO NAZÁRIO E DUH

Último acesso: 16 Jan 2022 - 17:15:39 (165493).

Leia também

TV CARAS