Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Datas Especiais / Dia dos Pais

Cauã Reymond celebra a paternidade e o sucesso como Jorginho em 'Avenida Brasil'

Menos de dois meses desde o nascimento de sua filha Sofia e curtindo o sucesso de Jorginho, seu personagem na novela 'Avenida Brasil', o ator Cauã Reymond fala dos bons momentos que tem vivido no trabalho e em família

Redação Publicado em 12/07/2012, às 00h33 - Atualizado em 27/07/2012, às 14h53

Cauã Reymond - Roberto Filho / AgNews
Cauã Reymond - Roberto Filho / AgNews

Se existe unanimidade na televisão brasileira atualmente, é a de que Cauã Reymond (32) vive o melhor momento de sua carreira e, de quebra, protagoniza um momento importante para o próprio veículo. Pai há menos de dois meses e mais maduro profissionalmente, Cauã está realizado em praticamente tudo na vida – mas a pequena Sofia, fruto do relacionamento com a atriz Grazi Massafera (30), é o maior motivo dessa felicidade toda.

Ser pai é genial. Faço tudo: troco fraldas, dou banho. Ela é tranquila. Quem vê, diz que não estamos vivenciando uma situação comum. Eu e Grazi não viemos de uma abundância de recursos e pais assim querem dar tudo, isso toma meus pensamentos”, afirmou o papai coruja durante uma festa no Hotel Fasano na noite desta quarta-feira, 11, no Rio de Janeiro. Na ocasião, Cauã Reymond recebeu uma homenagem pelos seus dez anos de carreira e reviveu momentos desde seu início na rede Globo até seu atual trabalho.

Na pele do personagem Jorginho, o problemático herói da novela Avenida Brasil, Cauã anda dando show em cena e surpreendendo seu público. Não a toa ele anda recebendo tanto carinho de seus fãs e do próprio elenco da novela

Jorginho é muito carente e sinto que as pessoas se aproximam querendo me dar carinho. A novela esta ótima, mas não me apaixono pelos personagens ou fica impossível não ficar chateado se não acontecer o que a gente espera. Aprendo muito com o Murílo Benicio (40), ele resolve algumas cenas na hora, e acho Amora Mautner (36) uma visionária”, tietou o ator.

Quando o assunto é o saldo desses dez anos dedicados à televisão brasileira, Cauã Reymond se considera evoluído e muito mais maduro. “Nesses 10 anos de carreira melhorei, principalmente como pessoa e os personagens amadurecem junto com a gente. Fui mudando as maneiras de fazer o trabalho, os laboratórios, faço por partes”, avaliou.

E ainda que faltem três meses para o fim da novela, Cauã Reymond já se prepara para os próximos projetos. “Termino a novela em outubro e vou para São Paulo captar recursos para produzir meu primeiro longa. Chamará Azuis, e será baseado em dois livros do Rodrigo Souza Leão. Devo filmar no final de 2013, inicio de 2014. A direção será do Felipe Braga”, revelou.