Luiz Gasparetto revela luta contra o câncer aos 68 anos: "Não tenho medo de morrer"

O autor de diversos livros e ex-apresentador da RedeTV! relatou seu drama pessoal

CARAS Digital Publicado quinta 22 fevereiro, 2018

O autor de diversos livros e ex-apresentador da RedeTV! relatou seu drama pessoal
Luiz Gasparetto - Facebook/Reprodução

Luiz Gasparetto revelou que está lutando contra um câncer no pulmão aos 68 anos.

O autor de diversos livros e ex-apresentador da RedeTV!, onde comandou o programa Encontro Marcado entre 2005 e 2008, contou detalhes de seu drama pessoal e a mudança de postura diante da vida.

"Não estou triste nem abatido. Estou diagnosticado fisicamente com câncer no pulmão. Eu não tenho medo de morrer, porque convivo com fantasmas o dia inteiro, como vou ter medo de morrer? A única coisa é essa escuridão na minha vida que me apareceu tão forte e me desafia. Muda tudo. Você reavalia tudo: a comida, como as pessoas agem, meu serviço, meu trabalho, meu amanhã", explicou.

Visivelmente mais magro e debilitado pela doença, Gasparetto falou sobre o significado da morte. "Morrer não significa que essa escuridão não vai seguir comigo. Morrer não é a solução. Deixei de alguma forma minha ignorância penetrar em mim um ressentimento, por exemplo. Não tanto com pessoas, mas com a vida", afirmou.

O psicólogo revelou que não tem medo da morte, mas não deseja sofrer com a dor. "Não tenho medo de morrer, mas claro que não quero a dor. Hoje, entendi que não. Quanto mais entendi que não, mais a dor foi embora. Vocês sabiam que eu não estou com nenhuma dor nem estou tomando remédio? Porque já tomei até morfina nessa coisa toda. É chiquérrimo tomar morfina, nunca tinha tomado, tão incrível o poder, mas é uma droga terrível. Ela aplaca a dor. É uma experiência incrível, mas ao mesmo tempo é estar ali completamente sem poder, completamente dependente, impotente", desabafou.

Gasparetto disse não estar magoado com Deus pela doença. "Não estou magoado com a vida. Achei que Ele fez muito certo de me dar essa doença, porque é uma oportunidade para mim, com a minha inteligência. O importante agora é como expressar o meu amor de forma legítima, porque preciso viver Deus em mim. O amor é Deus em nós", explicou.

Último acesso: 01 Jun 2020 - 06:57:47 (298516).