Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Dieta Ravenna: método que conquistou Dilma Rouseff promete emagrecer 2 kg por semana

Desenvolvida pelo médico e psicanalista Maximo Ravenna, dieta fez a presidente perder 13kg em 4 meses. Médica nutróloga fala dos benefícios do método; confira

Luiza Camargo Publicado em 03/03/2015, às 17h12 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Dieta Ravenna promete emagrecer 2 kg por semana - Reuters/TV Globo
Dieta Ravenna promete emagrecer 2 kg por semana - Reuters/TV Globo

A presidente Dilma Rousseff está nitidamente mais magra em 2015. Desde outubro de 2014 ate o final de fevereiro, ela já tinha emagrecido 13kg, graças a uma dieta que se popularizou muito no Brasil nos últimos anos: o Método Ravenna.

Criado pelo medico e psicanalista argentino Maximo Ravenna, o programa de emagrecimento une diferentes profissionais da área da saúde, sendo multidisciplinar.

" No método Ravenna há um médico, educador físico e psicólogo ou psicanalista, que analisa o lado emocional da pessoa e o motivo que ela descarrega suas emoções na comida",  explica a médica nutróloga Doutora Alice Amaral.

Segundo a médica, a dieta Ravenna é dividida em 4 refeições por dia, café/almoço/lanche/jantar, e em média são consumidas 800 até 1200 calorias por dia.

" No método Ravenna  são proibidos alimentos com alto índice glicêmico, como doces, massas, batatas, pães, fritura, queijos amarelados e bebida alcoólica. Antes do almoço e do jantar, também é indicado o consumo de uma leve salada ou caldo, para diminuir a fome na refeição", esclarece.

O método promete emagrecer, em média, 2 kg por semana, por isso seu sucesso é enorme, já que  a perda de peso é muito rápida.

"Frutas cítricas, como abacaxi e limão, carnes magras, como peixes e frangos, leites e derivados como ricota, vegetais e legumes estão liberados dentro da quantidade calórica permitida", explica a médica.

Com acompanhamento do educador físico que conhece a dieta, exercícios físicos, sob sua orientação, estão permitidos.

Mesmo sendo um método que faz as medidas enxugarem rapidamente, ele não é considerado o mais "saudável", e, como o consumo de calorias diárias é pequena, é fácil as pessoas desistirem  mais facilmente.

"O lado bom desta dieta é que ela prioriza esse lado emocional, procurando a origem da obesidade, por qual motivo a pessoa está comendo tanto, essa abordagem multifatorial. O que não acho saudável é que o método Ravenna libera  o consumo de produtos industrializados  e a ingestão de calorias diárias é muito pequena,  por isso é difícil segui-la  por muito tempo". comenta a médica.