Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Angelina Jolie retirou as mamas para evitar câncer

Angelina Jolie, mulher de Brad Pitt, anunciou ter feito a retirada dos seios para reduzir as chances de ter câncer de mama. A atriz escreveu uma carta para o 'New York Times' onde incentiva às mulheres a fazerem exames genéticos de prevenção

Redação Publicado em 14/05/2013, às 07h36 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Angelina Jolie - Getty Images
Angelina Jolie - Getty Images

A atriz Angelina Jolie escreveu um texto para o New York Times desta terça-feira, 14, anunciando ter se submetido a uma mastectomia dupla – cirurgia para retirada dos seios – para reduzir suas chances de ter um câncer de mama.  Ela conta que tomou essa decisão depois de ter feito um teste genético que apontava 87% de chances dela ser vítima da doença. Após o procedimento cirúrgico, as chances diminuíram para 5% (Saiba como funciona e como é diagnosticado o câncer de mama).

No texto, que recebeu o título de “Minha Escolha Médica”, Jolie justifica que queria evitar ter o mesmo destino da mãe, que morreu aos 56 anos, após passar um década lutando contra um câncer no ovário.

“Eu quis escrever isso para dizer para as outras mulheres que a decisão de fazer a mastectomia não foi fácil. Mas foi uma decisão que estou feliz de ter tomado”, diz a atriz. “Eu posso dizer para os meus filhos que eles não precisam mais ter medo de me perder por causa de um câncer de mama”, continua Jolie, que tem 37 anos e é mãe de seis crianças.

A estrela elogia seu marido, Brad Pitt, pelo apoio. “Para qualquer um que tenha uma mulher ou uma namorada passando por isso, saiba que você é muito importante neste período de transição”, escreve. “Brad esteve comigo no Pink Lotus Breast Cancer, onde eu eu fui tratada, durante cada minuto das cirurgias. Nós tentamos encontrar momentos para rir juntos. A gente sabia que isso era a coisa certa a fazer para nossa família e que isso nos aproximaria. E assim foi”.

Veja Angelina Jolie e Brad Pitt em momentos marcantes

“Eu me sinto segura de que fiz uma escolha dura e que de maneira nenhuma diminui minha feminilidade", diz ela. "Para qualquer mulher que esteja lendo isso, espero que isso ajude você a saber que tem opções", afirmou.

Conheça celebridades que também removeram as mamas
Veja os motivos que transformaram Angelina Jolie em um ícone feminino

"Quero estimular cada mulher, especialmente se você tem um histórico familiar de câncer de mama ou de ovário, a procurar informações e especialistas médicos que podem lhe ajudar nesse aspecto de sua vida e a fazer sua própria escolha informada", comenta.

Jolie declara que “assim que soube que essa era sua realidade, decidiu ser proativa e minimizar os riscos o máximo possível”.

O tratamento durou por nove semanas, tendo início no dia 2 de fevereiro e encerrando no dia 27 de abril. Jolie conseguiu deixar todo o procedimento cirúrgico longe da imprensa. No texto, ela ainda protesta contra o preço alto para os testes genéticos nos Estados Unidos.

A atriz fala que ao acordar do procedimento cirúrgico, ela se sentiu em uma cena de ficção científica, por contas dos tubos que colocaram nela. “Mas dias depois da cirurgia você pode voltar a vida normal”, comenta Jolie. “Nove semanas depois, a cirurgia final está completa com a reconstrução dos seios feita por um implante. Houve muitos avanços neste procedimento nos últimos anos e os seios podem ficar lindos”, declara.