Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / MUDANÇAS

Figurinista da Globo entrega bastidores e revela nova era: 'Produções verdes'

Em entrevista à CARAS Brasil, Marina Sanvicente, figurinista da Globo, revelou como emissora foi do glamour a produções verdes

Marina Sanvicente começou carreira de figurinista no Domingão do Faustão - Foto: Divulgação
Marina Sanvicente começou carreira de figurinista no Domingão do Faustão - Foto: Divulgação

Marina Sanvicente, que começou carreira de figurinista no Domingão do Faustão, retomou o posto em programas da Globo em fevereiro deste ano, após dois anos longe da emissora. Em entrevista à CARAS Brasil, a estilista entregou bastidores e revelou como a rede de televisão foi do glamour a produções verdes em nova era.

"Hoje, sinto que uma preocupação da Globo são as produções verdes, que estão implementado agora. A gente [figurinistas] precisa trabalhar com tecidos sustentáveis, garimpar em brechós e ter um olhar para esse lado ambiental", compartilhou a figurinista da Globo

"Ter essa assinatura mais sustentável no figurino e em tudo é uma novidade para a televisão, que é um reflexo do que a sociedade está vivendo e vice-versa. Acredito muito que a gente trabalha com aquilo que o público precisa, quer e sente", acrescentou Marina Sanvicente.

Com história na emissora, a figurinista relembrou sua primeira passagem pela Globo: "Comecei na televisão no Domingão do Faustão, a convite dele, para fazer [o figurino de] todo o programa. A gente tinha alguns quadros, então eram vários programas dentro de um só, desde vestir as bailarinas até os artistas e convidados. Foi uma história, fiquei seis anos lá e devo muito ao Fausto, que sempre acreditou em mim". 

"Era uma época de muito glamour, não se olhava tanto para o dinheiro ou quanto as coisas custavam, era outro tempo. A gente comprava tecidos caríssimos e fazia coisas mais rebuscadas. A Globo começou a mudar a mentalidade e eu peguei bem essa mudança. A gente começou a ter uma verba de quanto poderia gastar, então mudou a cronologia, pensávamos primeiro no que tinha e no que ficaria viável", revelou sobre o período. 

Leia também: Figurinistas criam novas histórias para roupas usadas com projeto sustentável: 'Novos públicos'

Em novos tempos da rede de televisão, Marina Sanvicente ainda refletiu sobre as recentes mudanças da Globo: "Todo mundo está pensando mais no impacto que isso vai gerar, tanto em uma roupa quanto na cabeça da pessoa que está vendo. Tem um criatividade sendo sustentável, acho que está mais colorido e tem um despretensão, o que é muito mais interessante no final do dia".