Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

NOVA RAINHA DA BELEZA NATÁLIA ANDERLE

EM PORTO ALEGRE, SUA CIDADE NATAL, A MISS BRASIL 2008 VIVE UM CONTO DE FADAS

Redação Publicado em 08/05/2008, às 17h13

NOVA RAINHA DA BELEZA NATÁLIA ANDERLE - Liane Neves
NOVA RAINHA DA BELEZA NATÁLIA ANDERLE - Liane Neves
por Ranieri Maia Rizza A história da Miss Brasil 2008 Natália Anderle (22) tem todos os elementos de um conto de fadas. Até os 18 anos, ela viveu na pequena cidade de Roca Sales, no interior do Rio Grande do Sul, junto com os pais, Silvana (47) e Luiz Alberto Anderle (57) e o irmão Lucas (20). Fazia os trabalhos do campo, ajudando nas atividades da roça, como a plantação de milho, e no cuidado com o gado. Depois, mudou- se para a cidade de Encantado, a aproximadamente 150 quilômetros da capital gaúcha, onde trabalhou como empregada doméstica, durante um mês; foi recepcionista de um hospital e, após concluir o colégio e fazer um curso de cosmetologia, se empregou como esteticista em uma clinica de beleza. "As clientes brincavam que eu era modelo de como elas queriam ficar", conta ela, que se emociona ao lembrar do passado. "Saí do campo com a minha família em busca de uma vida com mais qualidade. Isso viria por meio do estudo e do trabalho. Foi essa dedicação que fez com que eu conquistasse o título, apesar de eu não ter determinado que participaria de um concurso de beleza", diz Natália, na suíte presidencial do Sheraton Porto Alegre, na capital gaúcha. Descoberta pelo coordenador do concurso Miss Rio Grande do Sul, Evandro Hazzy (37), Natália tem medidas invejáveis, 1,75 de altura, 53 quilos, 58 de cintura, 90 de busto e 90 de quadris. A combinação perfeita, responsável pela conquista do título de rainha da beleza nacional, foi alvo de críticas - sob a alegação que teria conseguido a custa de cirurgias. A beldade assume que realizou apenas dois procedimentos cirúrgicos antes de participar da etapa nacional. "Coloquei 280 ml de silicone em cada seio e fiz uma rinoplastia. Foram reparos para ficar dentro dos padrões exigidos para uma miss. As outras plásticas que inventaram, após ter sido eleita, não existem", garante. - Sua vida mudou nos últimos sete meses, desde o seu convite para o Miss Rio Grande do Sul? - De uma maneira incrível e surpreendente. Recebi o convite do Evandro, que foi até a minha cidade, Encantado. Na ocasião, eu não tinha como investir em roupas e em outros gastos para a preparação do concurso regional. Ele me ajudou e vi que era uma grande oportunidade de ter uma estrutura melhor para a minha família. Sempre fui muito simples, mas meus pais sempre procuraram me dar educação e me fazer buscar uma vida melhor. Somos muito unidos e isso me dá muita força. Eles são o meu esteio. - Você trabalha desde cedo, no campo, foi empregada doméstica e se tornou esteticista, lidando com cuidados de beleza. Como foi essa trajetória? - Viemos da minha cidade, Roca Sales, para uma maior, Encantado, também no Rio Grande do Sul, para que eu e o meu irmão pudéssemos estudar. Na clínica de estética que eu trabalhava, as clientes diziam que queriam ficar como eu. Acho que era devido a minha magreza, pois sempre tive dificuldade para engordar. Mas todo esse caminho que estou percorrendo, desde a minha origem, me orgulha muito. Isso faz com que eu não me deslumbre, jamais. Acho maravilhoso esta oportunidade de ser reconhecida, mas tenho os pés bem no chão e sei que a notoriedade pode ser um coisa bem passageira. - Após a sua eleição no Miss Brasil foi comentado que você havia colocado implante nos glúteos e retirado costelas... - Não sei de onde tiraram isso. Só coloquei silicone nos seios e fiz uma correção no nariz. No mais, como disse, nunca tive problema de peso. Mas também nunca fui de malhar. No lugar da academia eu cavalgava no campo e andava de bicicleta. Tenho convicção de que estou preparada para enfrentar o Miss Universo, que será realizado em julho, no Vietnã. Quero muito trazer o título este ano, porque assim não deixaria completar quatro décadas sem que uma brasileira conseguisse arrebatar esta tão sonhada coroa. - Você tem planos para uma carreira futura? - Eu estava me preparando para fazer medicina, o que continua nos meus planos, só que talvez tenha de ser adiado um pouco, afinal estarei muito ocupada este ano. Cheguei a fazer alguns trabalhos como modelo e talvez dê continuidade a isso mais para frente. Minha responsabilidade, atualmente, é representar bem o país como Miss Brasil. - E existe um amor na vida da bela Miss Brasil? - É muito bom estar amando, não é? Existe uma pessoa que considero importante há seis meses. Mas não assumimos o namoro ainda. E agora estou completamente voltada para o concurso Miss Universo. Não há muito espaço para outros assuntos, pois estou bastante focada no meu trabalho. Quem sabe quando eu voltar do Vietnã...