Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Força de Naomi Campbell em prol do Haiti

A top convoca vips como Sarah Ferguson e seu amigo paulistano Carlos Miele

Redação Publicado em 22/02/2010, às 17h53 - Atualizado em 24/02/2010, às 15h47

Com festivo míni by Carlos Miele, Naomi arrasa no Fashion For Relief Haiti, criado por ela para atender vítimas do terremoto. - Ana Ligia Sampaio, GettyImages e Reuters
Com festivo míni by Carlos Miele, Naomi arrasa no Fashion For Relief Haiti, criado por ela para atender vítimas do terremoto. - Ana Ligia Sampaio, GettyImages e Reuters
Ícone fashion e mais poderosa remanescente das supermodels, grupo de beldades que revolucionou o mercado nos anos 1980, Naomi Campbell (39) usou todo o seu prestígio por uma grande causa. A inglesa promoveu o mais aguardado desfile da temporada de moda de Nova York, o Fashion for Relief Haiti, em prol das vítimas do recente terremoto que arrasou o país, cujos convites custaram a partir de 100 dólares. Para chamar a atenção do mundo e arrecadar polpuda quantia em dinheiro, a top convocou um batalhão de astros para a empreitada. Entre os eleitos, o paulistano Carlos Miele (46), que desde 2002 participa da concorrida maratona de desfiles da Big Apple. Às voltas com os últimos preparativos de sua coleção outono-inverno 2010, o estilista recebeu um telefonema da própria Naomi, que inicialmente pediu a doação de um look a ser apresentado e, depois, leiloado. Miele, sempre tão low-profile, não só topou como aceitou debutar como modelo. "O que aconteceu no Haiti é uma tragédia para todos nós. É fundamental ter uma mobilização para ajudar o país", sentenciou ele. Com styling assinado por Rachel Zoe (45), a queridinha de Hollywood que escolheu cada um dos 92 looks, o desfile foi realizado na sala The Tent, do Bryant Park. Uma hora antes do início, o backstage estava em clima de festa e recebeu visitas ilustres, como Victoria Beckham (35). "Naomi é uma grande amiga e o trabalho que ela está fazendo é inacreditável", afirmou a mulher de David Beckham (34), circulando orgulhosa com a camiseta oficial do Fashion for Relief, cuja venda a US$ 25 também colabora para a causa. À espera de ganhar a passarela solidária em grande euforia estavam as cantoras Kelly Osbourne (25) e Estelle (30), o cantor Chris Brown (20), os atores Malin Akerman (31) e Alan Cumming (45), o publicitário brasileiro Lorenzo Martone (30), além das estilistas Diane Von Fürstenberg (63), Donna Karan (61) e Georgina Chapman (33). "É um grande prazer participar da semana de moda, mas integrar este desfile é uma honra, algo que jamais vou esquecer", disse Kelly. "O backstage parecia um filme surrealista, com toda aquela mistura de atores, cantores, estilistas e modelos", observou Miele, dias antes recebido com a namorada, Ana Gequelin (26), no camarim de Beyoncé (28), no show da cantora em São Paulo. A duquesa de York Sarah Ferguson (50) fez as vezes de mestre de cerimônias e modelo no evento fashion. "Quando Naomi liga e diz para você estar em algum lugar, você larga tudo e vai pra lá", declarou Sarah. "Ela é uma mulher incrível, uma amiga leal", acrescentou a nobre, ex-nora da rainha Elizabeth II (83) da Inglaterra. Os dois looks assinados por Carlos Miele foram apresentados por Olivia Palermo (23), socialite e estrela do programa The City, da MTV, e pela própria Naomi. "Pronto, este é o meu!", disparou Naomi, ao bater os olhos no míni preto de franjas e aplicação de "dreadlocks" de seda da coleção de verão 2010. O desfile foi encerrado com emocionante tributo ao designer inglês Alexander McQueen, morto aos 40 anos, no dia anterior. Junto a Naomi, a milionária Daphne Guinness (42) e as tops Natasha Poly (24), Karen Elson (31), Helena Christensen (41), Angela Lindvall (31), Sasha Pivovarova (25) e Heidi Mount (22) entraram usando criações do saudoso mestre. Embora também muito abalada pela perda do amigo, a apresentadora Heidi Klum (36) comandou o desfile dos finalistas do programa Project Runway no mesmo dia.