Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Lula e d. Marisa

Júbilo na triunfal rota do Brasil

Redação Publicado em 29/06/2010, às 17h40 - Atualizado em 30/06/2010, às 07h09

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O presidente Lula e dona Marisa Letícia celebram a alegria brasileira jogo a jogo. - RICARDO STUCKERT/PR, REUTERS E DIVULGAÇÃO
O presidente Lula e dona Marisa Letícia celebram a alegria brasileira jogo a jogo. - RICARDO STUCKERT/PR, REUTERS E DIVULGAÇÃO
Assim como tantos milhões de brasileiros, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (64) vibrou ao lado da primeira-dama, d. Marisa Letícia (59), com a vitória verde-amarela de 3 a 0 sobre o Chile e a consequente passagem para as quartas-de-final na competição da África do Sul. Era tudo o que a torcida verde-amarela precisava para demonstrar mais empolgação e confiança na Seleção do técnico Dunga (46) rumo ao hexacampeonato, após o morno empate contra Portugal em Durban, no último jogo da primeira fase da Copa de 2010. No Palácio da Alvorada, Lula organizou um bolão, vencido pelo chefe de Gabinete, Gilberto Carvalho (59), que acertou o placar final. O primeiro gol da melhor performance brasileira desde o início do Mundial demorou a sair, mas, aos 34 minutos do primeiro tempo, Juan (31) cabeceou direto para o gol rival, abrindo o marcador. Logo após, Luís Fabiano (29) ficou sozinho de frente para o gol adversário, em bola dada por Kaká (28). Sobrando, o Brasil voltou a campo no segundo tempo com mais fome de gol. Foi quando Robinho (26) finalizou após arrancada de Ramires (23) para fazer o terceiro no placar, aos 14 minutos, se igualando a Pelé (69) no número de gols marcados contra a equipe chilena na história do futebol. Samara Schuch (21), a vencedora de O Aprendiz Universitário, programa comandado na Record por João Doria Jr. (52), era pura felicidade em Johannesburgo. Ela provou o sabor de estar no lendário Ellis Park, agora chamado Coca-Cola Park. "Vale dizer que o mais legal da Copa é o clima entre as pessoas. Na verdade, não importa muito quem ganhou ou quem perdeu. Por todo lado, tem pessoas em um contagiante clima de festa e confraternização", analisa a líder do reality show, que viajou para cidades sul-africanas como prêmio da atração. "A Copa transcende o futebol e todas as suas partidas. É algo maior que pode ser sentido ao caminhar pelas ruas, ao falar com as pessoas ou mesmo ao ouvir o constante barulho das vuvuzelas", comenta. O Brasil volta a jogar na sexta contra a Holanda.