Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Letícia Spiller: engajamento ambiental

Vestida de índia em protesto contra o novo código florestal

Redação Publicado em 13/09/2011, às 21h11 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Letícia deixa sua mensagem no lançamento do Comitê Rio em Defesa das Florestas, no Jardim Botânico. - Gil Rodrigues
Letícia deixa sua mensagem no lançamento do Comitê Rio em Defesa das Florestas, no Jardim Botânico. - Gil Rodrigues

A atriz Letícia Spiller (38), a Laura de Malhação, engajouse de corpo e alma no lançamento do Comitê Rio em Defesa das Florestas, em evento no Teatro Tom Jobim, no Jardim Botânico, zona sul da cidade. Usando roupa indígena que ganhou durante viagem a uma tribo no Acre, ela se juntou a outros artistas, ambientalistas, políticos e membros de entidades da sociedade civil que lutam pela preservação do meio ambiente e condenam as propostas de alteração do Código Florestal Brasileiro. Já aprovado pela Câmara Federal, o projeto, no momento, tramita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado, ainda sem data para ser votado. “Viva o povo brasileiro! Viva a floresta”, escreveu Letícia em um mural instalado no local.

O evento contou ainda com a presença do secretário estadual do Ambiente do Rio, Carlos Minc (60). “Querem anistiar os desmatadores e calar a sociedade, isso é uma atrocidade. Então, gritaremos em coro que defendemos um código nacional que incentive a agricultura familiar, que respeite as especificidades dos Estados e suas atividades produtivas, mas sem causar danos irreversíveis ao meio ambiente e às vidas humanas”, disse Minc. “Nós, que militamos para construir o primeiro código florestal, serviremos de alicerce aos movimentos sociais e à juventude. Será preciso ir às ruas caso o Senado aprove as propostas dos ruralistas. Vamos apoiar a presidente Dilma nos vetos”, acrescentou Marina Silva (53), que entre 2003 e 2008 atuou como ministra do Meio Ambiente do governo de Luiz  Inácio Lula da Silva (65). Um dos criadores do Amazônia Para Sempre, ao lado da atriz Christiane Torloni (54), o ator Victor Fasano (53) também propõe mudanças no atual projeto, assim como o deputado federal Alfredo Sirkis (60).