Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

JENNIFER LOPEZ ABALA PARIS

ELA LANÇA CD E CRIA POLÊMICA COM SUA ROUPA

Redação Publicado em 20/04/2007, às 11h54

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Atriz e cantora irrita ecologistas ao usar colete de pele sobre o caftan da grife Thomas Wylde
Atriz e cantora irrita ecologistas ao usar colete de pele sobre o caftan da grife Thomas Wylde
Artista latina mais bem paga do showbiz americano, a cantora, atriz e estilista de origem porto-riquenha Jennifer Lopez (38) expande seus horizontes pelo mundo. Ao lado do marido, o também cantor porto-riquenho Marc Anthony (37) - com quem se relaciona há três anos - a estrela esteve na Europa para divulgar seu primeiro CD em espanhol, intitulado Como Ama Una Mujer. "Estou trabalhando neste projeto há muitos anos. Quando vi o resultado final, fiquei muito satisfeita e desabei em lágrimas. Adoro o público latino", disse Jennifer. No entanto, ao chegar em Paris para o lançamento do álbum, um detalhe chamou mais atenção do que o trabalho em si: o ousado figurino da cantora. Para não passar frio com um levíssimo e enorme caftan da grife Thomas Wylde e sandálias altíssimas, Jennifer lançou mão de um polêmico colete de pele, o que enfureceu os defensores da ONG Peta (People for Ethical Treatment of Animals), que luta pelo direito dos animais. Apesar do sucesso de suas músicas - e da boa recepção do novo disco - a artista tem sido freqüentemente criticada pelo uso constante deste tipo de vestimenta. Mas, continua alheia às reclamações. "Não tenho o talento dos grandes estilistas, mas acredito no meu senso de moda", disse. Mesmo assim, Jennifer é acusada por celebridades como Heather Mills(39) - ex-mulher de Paul McCartney (64) - e a estilista Stella McCartney (35) - filha do cantor - de não apenas usar as peles, mas também de utilizá-las na confecção das peças de sua grife de luxo, a Sweetface. "O Peta vem tentando educá-la há anos sobre o uso de peles naturais. Primeiro, gentil e sutilmente. Depois, de forma agressiva, mas ainda não adiantou", revelou Heather, ativista ferrenha do movimento. FOTOS:FOTOS: AFP

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!