Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

EM HOLLYWOOD, DANIELA ALBUQUERQUE SE REVELA

A APRESENTADORA FAZ MATÉRIA INTERNACIONAL EM L.A. E CURTE O MARIDO, AMILCARE DALLEVO JR.

Redação Publicado em 03/07/2008, às 13h25

Daniela visita os pontos turísticos da cidade, como o Walt Disney Concert Hall. - Pablo Grosby / The Grosby Group
Daniela visita os pontos turísticos da cidade, como o Walt Disney Concert Hall. - Pablo Grosby / The Grosby Group
por Marília Neves A apresentadora da Rede TV! Daniela Albuquerque (25) sabe como unir o útil ao agradável e transformar em único cada momento da vida. A bela viajou a Los Angeles, EUA, com o marido, Amilcare Dallevo Jr. (50), sócio e presidente da mesma emissora, para gravar entrevista exclusiva com o paulistano baseado na cidade californiana Robert Rey (47), badalado cirurgião plástico protagonista de Dr. Hollywood, reality show comandado por ela aos domingos, às 22h30, aqui no Brasil, e, mesmo no curto espaço de tempo, conciliou trabalho e prazer. O cenário: o chique Beverly Wilshire, locação- chave de Uma Linda Mulher. "O hotel é lindo. O clima de romance do filme inspira", conta a morena. Apesar do glamour de viagens como esta, a apresentadora, que há oito anos deixou Mato Grosso Sul rumo a São Paulo para tentar a vida de modelo, não se deslumbra. "Não quero perder minha essência", garante Dani, que, ao lado do marido, falou a CARAS sobre o passeio, que continuou em São Francisco, onde Amilcare participou de congresso, o casamento e a experiência do casal, de cursar a faculdade de jornalismo juntos. - É diferente viajar a trabalho em companhia de seu amor?Daniela - É bem legal. Trabalhei um dia inteiro, entrevistei o dr. Rey, conheci a casa e a família dele. Um marco em termos profissionais, por ser minha primeira entrevista internacional e justo com o profissional que protagoniza o programa que apresento. Depois, passeamos. Nosso hotel fica perto de tudo. Amei o Walt Disney Concert Hall e outros pontos de L.A., que tem uma linda arquitetura. Amilcare - Sou suspeito, adoro L.A.. Desta vez curtimos a região da Rodeo Drive. Como adoro dirigir, vamos de carro para São Francisco, são cinco horinhas. - O que recomendam? - O hotel, que é muito romântico. A gente aproveitou o 'clima' Uma Linda Mulher e brincou um pouco com isso. No mais, Amilcare tem gestos como o cuidado quando vê que eu estou dormindo, pedir café da manhã no quarto. São essas coisas simples que marcaram a viagem e marcam nosso casamento. - Apesar da agenda, então, a viagem virou lua-de-mel? - Qualquer viagem que fazemos juntos é uma lua-de-mel, pois é um tempo que a gente consegue ter na nossa vida corrida. É quando a gente pode conversar mais, ficar em paz, ter idéias, fazer planos. - Esses planos incluem filhos? - É engraçado. Quando se namora todos perguntam quando será o casamento. Quando se casa, a pergunta muda para filhos. Queremos, mas não já. Ainda temos um ano e meio para terminar a faculdade de Jornalismo. Estamos nos curtindo, nos conhecendo mais, viajando. Não adianta ter filho na correria em que estamos e dar o bebê para uma babá criar. - Como estudar com o marido na mesma sala? - É bem interessante. Todos achavam que ele não iria até o fim, mas está firme e forte. Sempre estudamos juntos em casa. Ele é superinteligente e me ajuda muito. - Já foi dito que ele decidiu cursar a faculdade com você por ter ciúmes. O que acham disso?Daniela - Patético. Sou leonina, mais ciumenta que ele. Mas nunca brigamos por isso desde o início, há quatro anos. Ele tem o ciúme dele, eu, o meu, mas é saudável. Amilcare - Morro de rir. Me dou bem com a minha turma, e eles se dão bem comigo. Não tem isso de ciúme. Me formei em Engenharia Elétrica e fiz vestibular de novo quase que por brincadeira, porque ela não queria fazer a prova sozinha. Gosto do curso, especialmente das aulas de fotografia. - O que acha de apresentar programa sobre plásticas? - Estou muito feliz, é uma novidade pra mim e a audiência está ótima. É interessante apresentar um programa sobre o tema no Brasil, o segundo país com o maior número de cirurgias desse tipo. - E você, já fez alguma? - Só coloquei prótese de silicone nos seios, mas o próprio Dr. Rey achou que eu estava mentindo (risos). Disse que ficou perfeito. - Como você, que atuou como vendedora ambulante e secretária antes de ser modelo, faz para não deixar o sucesso subir à cabeça? - Deus me deu muito mais do que pedi. Nunca sonhei com tantas coisas boas na minha vida. O que sempre desejei foi fazer faculdade, juntar dinheiro, desfilar e ajudar a família. Tenho os pés no chão, não quero perder a minha essência. Mantenho minhas amizades em Dourado, no Mato Grosso do Sul, onde nasci, e visito sempre parentes lá. É isso o que me fortalece. Quando a gente morre, não leva nada. Gosto, sim, de estar em hotéis como o que fiquei, mas também amo comer a polenta que a minha mãe faz. Gosto tanto das oportunidades grandiosas quanto das coisas simples da vida.