Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Euforia para a largada de uma maratona teatral

Artistas e produtores valorizam lançamento de festival que vai agitar palcos de Angra dos Reis

Redação Publicado em 21/09/2010, às 17h18 - Atualizado às 17h19

No Sesc Copacabana, Rio, atores e equipes que vão participar da 7ª edição da FITA. - JOÃO MÁRIO NUNES
No Sesc Copacabana, Rio, atores e equipes que vão participar da 7ª edição da FITA. - JOÃO MÁRIO NUNES
A atriz Deborah Secco (30) só têm motivos para sorrir ultimamente. Além de assumir a reconciliação com o jogador de futebol Roger Flores (32), há cerca de um mês, quando voltou a exibir sua aliança de casamento, ela também celebra o bom momento que vive nos palcos. Estrela do espetáculo Mais Uma Vez Amor, a atriz esteve no lançamento da sétima edição da Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis, no Sesc Copacabana, Rio. Ela se juntou no evento a atores e produtores que terão as suas montagens encenadas a partir do sábado, dia 25, até 17 de outubro. "Participar da FITA é uma grande emoção. Como atriz sempre quis ter um espetáculo meu nesse festival. E já soube que a procura por ingressos está grande. Então, é incrível!", celebrou. No espetáculo, que discute os padrões tradicionais do casamento, ela divide a cena com Erom Cordeiro (32). "É uma peça que faço com muito amor. O texto é sensacional. Diria até que é uma obra de arte. Tenho prazer em interpretá-lo", completou. Ao contrário da estreante Deborah, Eduardo Moscovis (41) já é veterano no festival. O ator atuará em Corte Seco. "Esse evento é uma delícia. E o legal é que estou acompanhando o crescimento dele", afirmou Du sobre a mostra, que durante 23 dias apresentará 56 espetáculos, sendo 11 estreias. Já Juliana Martins (36), além de estar ansiosa com a encenação de Eu Te Amo, ao lado de André Gonçalves (34), ressaltou a alegria de assinar a produção da montagem. "Ficamos quase um ano e meio captando recursos. Mas valeu a pena! Trabalhar com um texto contemporâneo do Arnaldo Jabor é difícil, mas delicioso. É uma história que fala de amor, com muita sensualidade", explicou. Idealizador do evento, o jornalista João Carlos Rabello (57) comentou sobre a sua paixão desde cedo pelos palcos. "Comecei a me interessar aos cinco anos de idade. Sempre ajudei as companhias de teatro menores a montarem os seus espetáculos. Assim, surgiu a idéia de um festival. Quando a FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) surgiu, foi a inspiração que faltava para a FITA acontecer", contou ele, emocionado.