'Altas Horas' celebra aniversário de Serginho

Publicado terça 30 junho, 2009

Lázaro Ramos e Dan Stulbach comandaram o programa - TV Globo/Bob Paulino
Em comemoração ao aniversário de Serginho Groisman, que completou 59 anos na segunda-feira, 29, a produção do Altas Horas, programa da Globo que ele apresenta desde 2000, preparou uma festa surpresa para homenageá-lo. O especial vai ao ar no próximo sábado, dia 4 de julho. Lázaro Ramos e Dan Stulbach foram os escolhidos para comandar a atração, que teve como convidados Patrícia Poeta, Carlinhos Brown, Emanuelle Araújo, Mallu Magalhães, Luana Piovani, Rita Lee e Marjorie Estiano. "Uma vez por ano, a produção faz a revanche contra mim. Fico com a boca seca e enclausurado no camarim antes de o programa começar", confessou Serginho assim que foi autorizado a entrar no estúdio. O apresentador e jornalista revelou que, apesar da ansiedade, faz questão de não saber quem são os convidados. "Deixo tudo na mão da produção. Eles fazem as reuniões e decidem tudo sozinhos." Rita Lee, que participou do programa de estreia do Altas Horas foi a primeira a receber o aniversariante. A jornalista Patrícia Poeta também passou pelo estúdio do programa para presentear o amigo, que entrou na Globo no mesmo ano que ela. "É muito bom voltar aqui porque me traz recordações do meu começo na emissora", confessou a jornalista, que levou um vídeo game de presente para Serginho. "Na última vez em que estive na casa da Patrícia, passei a tarde jogando vídeo game com o filho dela, o Felipe, de seis anos. De sete partidas, ganhei uma", revelou bem humorado. Animado, Lázaro Ramos entrou mostrando seus dotes de cantor. Depois de apresentar a música Café com Pão, ao lado da banda Altas Horas, o ator fez questão de dizer que sempre quis comandar o programa de aniversário. "Sempre lamentava: não acredito que não estou lá!". Ao lado de Dan Stulbach, Lázaro abriu espaço para a plateia fazer perguntas ao apresentador. Serginho falou sobre o começo da carreira, o engajamento político dos jovens atualmente, o fim da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista, e fez questão de enfatizar que não gosta de ser atração principal. "Somos todos iguais. Todo mundo é tão importante quanto todo mundo", disse. "E deve ser por isso que até hoje tem dado tão certo", completou o apresentador fazendo referência ao sucesso do Altas Horas, que completa 10 anos em 2010.

Último acesso: 03 Aug 2020 - 20:54:25 (127721).