Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

A vilã 'tapada e fútil' de Débora Falabella

Após o nascimento da filha, Nina, de 1 meses, Débora Falabella retoma o trabalho na TV. Ela fala da tranquilidade em conciliar a carreira com a família e da felicidade em fazer uma vilã 'tapada e fútil'

Redação Publicado em 07/06/2010, às 14h31 - Atualizado em 16/06/2010, às 12h23

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Débora Falabella - TV Globo/Carlos Prates
Débora Falabella - TV Globo/Carlos Prates
Débora Falabella voltou com tudo! Longe das novelas desde 2007, quando fez a doce Julia, em Duas Caras, a atriz retoma o trabalho na TV em Escrito nas Estrelas depois de ter dado à luz Nina, hoje com 1 ano. Fruto da relação com o músico Eduardo Hipólitho, a pequena é o xodó da mamãe famosa, que não vê problema em conciliar a rotina familiar com o trabalho. "É relativamente fácil pois não gravo todos os dias. E existem milhões de mães atrizes que trabalham, então também consigo", conta ela em entrevista ao Portal CARAS. Realizada com a personagem, Débora está dando um show na pele de sua primeira vilã, a Beatriz. "Essa personagem é tapada e fútil. Acho que vai ser muito bom porque venho fazendo uma série de personagens certinhas e dessa vez acho que ela é mais próxima da gente, mais normal", garante ela, também nas telas como mocinha, em Sinhá Moça, no Vale a Pena Ver de Novo. A trama de Elizabeth Jhin aborda um tema sempre polêmico, a religião, trazendo histórias ligadas ao espiritismo e Débora dá sua opinião a respeito. "Sou católica, mas têm muitas coisas que eu discordo em todas as religiões. Acho que a espiritualidade está muito mais ligada ao que a gente sente", explica a bela, que acredita em destino. "Acredito sim, pois a minha própria história parece que já estava escrita. Parece que eu fui guiada. Minha família já fazia teatro em Belo Horizonte, mas eu nunca imaginei que hoje estaria aqui fazendo televisão e cinema. Tudo aconteceu sempre de maneira muito natural, nunca fiquei fazendo milhões de testes, eu comecei a fazer e logo fui sendo escolhida", revela.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!