A família rege Shirley Mallmann

Em NY, no Castelo de Caras, top reflete sobre beleza e maturidade

Publicado terça 1 dezembro, 2009

Em NY, no Castelo de Caras, top reflete sobre beleza e maturidade
A bordo de um veículo Rolls-Royce Phantom, a bela gaúcha, que vive há 13 anos nos EUA, chega ao Castelo de CARAS, em Tarrytown, a 40 minutos da Big Apple. - CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA

Enquanto vê se destacarem no universo da moda tops de idades cada vez menores, Shirley Mallmann (32) prefere se dedicar à família. No Castelo de CARAS em Tarrytown, New York, onde dedicou um período de sua atribulada vida de mãe, mulher e profissional nos Hamptons, em Long Island, uma refinada região de veraneio norte-americana onde vive com o marido, o maquiador Zaiya Latt (38), e os filhos Axil (7) e Zig (1 ano e 8 meses), a gaúcha de Santa Clara do Sul faz reflexões sobre beleza e maturidade da carreira que começou aos 18 anos como a primeira brasileira a despontar com sucesso no mundo. - Qual sua fórmula de beleza? - Não tenho uma fórmula de beleza. Sou a favor de cremes, especialmente para os olhos e para o rosto. Mas tem de ser creme com protetor solar. Procuro ser saudável na alimentação, mas não vou mentir, pois é impossível não comer besteira. Adoro ovo frito com bacon, mas não consigo me habituar a comer todo dia. Tenho uma vida saudável. Moro na praia, onde o ar é limpo. Não tenho vícios. - Como é a vida em família nos Hamptons, com a praia ali? - Meu marido adora cozinhar peixe porque ele pesca também. Reformamos a casa inteira e o principal foco foi a cozinha. Meus filhos estão crescendo com hábitos saudáveis. Às vezes a gente pesca no quintal e faz o jantar. - Você nunca fez plástica? - Não e nem sou contra. Acho que a cosmética e a tecnologia, aliadas, são coisas incríveis e revolucionárias. Enquanto eu não precisar, não vou começar. Lido com meu rosto, trabalho há muitos anos e as pessoas já conhecem meus traços. Se algo mexer ou mudar de lugar, vai ficar muito evidente. Cirurgia, eu não faria nunca. Botox? Não vou dizer que nunca farei, porque se cair, eu faço. - E as marcas de expressão? - É difícil me olhar no espelho e ver os anos que não dormi nem comi direito. Às vezes quero dar um trato ao redor dos olhos, mas depois penso que é legal deixar as marcas porque elas contam uma história. A mulher amadurece, o rosto dela muda e ela vai ficando mais bonita, ganha um charme. É uma maturidade bonita. Mas digo que envelhecer não é fácil para ninguém! - Mas você ainda é nova... - Eu me acho mais bonita hoje. Antes, eu era muito magra, tinha os traços muito fortes e marcados. À medida que eu fui ficando mais velha, as prioridades mudaram e eu estou mais à vontade comigo mesma, passei a me gostar mais. - Quando você tinha 18 anos, pensava em um futuro diferente do que vive hoje? - Nunca achei que estaria nos Estados Unidos depois de 13 anos e trabalhando. Não esperava que durasse tanto tempo e que minha carreira amadurecesse. Sempre imaginei que a esta altura do campeonato eu estaria de volta ao Brasil ou fazendo outras coisas. - Você tem vontade de voltar para casa e trabalhar no país? - O Brasil abriu portas para mim e minha saída também abriu as portas para a moda e para as modelos brasileiras no exterior. Tenho saudade porque sou muito apegada à família, aos amigos e aos costumes. Estou esperando até hoje fazer uma turma de amigos como a que eu tenho no Brasil. Mas antes preciso decidir o que vou fazer da vida caso eu volte porque minha carreira aqui está ótima.

/ foto: CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA
Na biblioteca do Castelo de CARAS, a top se dedica à leitura em uma de suas pausas para descanso na atribulada vida de mãe, mulher e profissional. / foto: CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA
... que explora por meio de vitrais. / foto: CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA
Shirley faz sua versão da famosa cena do banho do filme La Dolce Vita (1960), de Federico Fellini, na fonte em frente ao Castelo... / foto: CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA
/ foto: CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA
A bordo de um veículo Rolls-Royce Phantom, a bela gaúcha, que vive há 13 anos nos EUA, chega ao Castelo de CARAS, em Tarrytown, a 40 minutos da Big Apple. / foto: CADU PILOTTO / AGRADECIMENTOS: CARLOS TUFVESSON, IÓDICE E CAROLINA HERRERA

Último acesso: 02 Dec 2021 - 18:56:39 (135943).

Leia também

TV CARAS